Publicidade

Jovem negro é espancado em supermercado em Minas; veja o vídeo

Postado em 08/12/2020 20:33

 

Menos de um mês após o assassinato de João Alberto, espancado até a morte por seguranças de um Carrefour em Porto Alegre (RS), outro caso de agressão em supermercado, supostamente motivada por racismo, ocorreu neste final de semana na cidade de Várzea da Palma, no norte de Minas.

Alex Júnior Alves de Souza, de 28 anos, afirma que foi agredido após um funcionário suspeitar que ele teria roubado uma botina no supermercado Guaicuí. Ele prestou depoimento a à polícia, ainda na unidade de saúde em que foi atendido. O dono do mercado, então, identificado como Rubens, teria aparecido armado e o arrastado, junto com outros seguranças, para uma sala do estabelecimento. No local, teria ocorrido a agressão.

Alex disse que comprou a botina em um outro estabelecimento e foi ao supermercado usando o novo calçado. No Guaicuí, o jovem experimentou uma sandália e queria comprar uma peça de frango para o almoço. Ao chegar no caixa, um funcionário alegou que o calçado que ele estava usando tinha sido roubado por ele.

“Eu gritei falando, ‘olha gente, vocês que estão aí, vocês estão vendo. Eles estão me acusando de roubo, de ter roubado essa botina aqui que eu comprei em outro supermercado e estão me acusando de ter roubado essa botina aqui’”, contou.

 

Imagens das câmeras de segurança do outro mercado mostram Alex passando a botina no caixa e pagando pelo produto.

A vítima teve uma lesão no olho esquerdo e vários hematomas pelo corpo. A polícia ouviu Alex na unidade de saúde onde ele foi atendido, em Várzea da Palma.

Para a polícia, ele contou que, enquanto era agredido, ouviu ser xingado de “nego ladrão”. A ofensa também foi registrada no boletim de ocorrência.

Em grupos de Facebook, moradores da cidade marcam um protesto contra o supermercado Guacuí, em frente ao estabelecimento, para o próximo sábado (12).

No momento em que o jovem era arrastado por seguranças para ser agredido, uma cliente do supermercado tentou filmar a cena e foi impedida por funcionários. Veja o vídeo:

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!