Divinópolis: homem que matou ex-sogra é condenado a 16 anos de prisão - Portal MPA

Publicidade

Divinópolis: homem que matou ex-sogra é condenado a 16 anos de prisão

Postado em 13/05/2022 20:06

 

Foi condenado a 16 anos de prisão o homem de 27 anos acusado de matar a ex-sogra, na comunidade de Lava-pés, em Divinópolis. Ele foi julgado nesta sexta-feira (13). Yuri de Medeiros, já estava preso desde o crime, em fevereiro de 2020. 

Segundo o inquérito da Policia Civil, ele matou com dois tiros a ex-sogra Rosa Ana da Silva, que na época tinha 67 anos de idade. A arma usada no crime era do pai dele, um policial militar reformado.

O motivo do homicídio, de acordo com a investigação, foi porque Yuri não queria devolver parte dos móveis após a separação com a filha da vítima, com quem ficou casado por mais de quatro anos. Relembre abaixo a repercussão do caso na época.

Parentes da vítima contaram que Yuri agredia a ex-mulher e que após a separação passou a ameaçá-la.

A jovem confirmou que apanhava constantemente e que esse foi o motivo do pedido de divórcio. Contou também ao juiz que um ano depois da separação ainda recebia ameaças. O promotor mostrou mensagens e áudios em um notebook, e a ex-mulher confirmou que eram as ameaças do ex-marido.

A acusação defendeu a tese de que foi um crime por motivo fútil e que não permitiu defesa da vítima.

Assassino de ex-sogra revela motivação de crime passional

Novas informações sobre homicídio passional em Ermida: ex-sogra foi morta à tiros