Publicidade

Gari quebra a coluna de cachorro com um chute e vai preso

Postado em 19/01/2019 9:06

Um gari que presta serviços para a Prefeitura de Pirapora, no Norte de Minas, é suspeito de protagonizar mais um caso de agressão contra cães que provocou comoção pela crueldade contra um animal. Na tarde da última sexta-feira (18), um cachorro passou por eutanásia depois de ter sido supostamente chutado por um profissional de limpeza da cidade. Segundo a Polícia Militar, o cão sofreu uma fratura grave na região lombar e não conseguia mais andar. O agressor foi preso.  O caso revoltou moradores que ajudavam a cuidar do cãozinho de rua. Em um vídeo que circula nas redes sociais, uma mulher aparece desesperada ao relatar como foi a agressão. “Um vagabundo desses tem que ir para a cadeia. Isso pra mim não é homem, é um covarde”, acusou a testemunha. Segundo ela, o animal era alimentado por ela e outros vizinhos da Rua Ametista, no bairro Conjunto Morada do Sol. 

A Polícia Militar chegou a socorrer o cachorro, que foi levado a uma clínica veterinária de Pirapora. No entanto, devido à gravidade das lesões, foi recomendada a eutanásia para pôr fim ao sofrimento do animal.  O gari Welton Cardoso dos Santos, que havia fugido do local do crime, foi detido no mesmo bairro durante a coleta de lixo.

Ele negou ter chutado o animal. Em depoimento, disse que recolhia o lixo em frente a um imóvel quando o cachorro avançou contra ele. Santos disse que lançou uma sacola com panos em direção ao animal que, ao se desvencilhar do objeto, se chocou contra uma árvore.  Santos pagou o procedimento realizado no cão e foi preso pelo crime de maus tratos contra animais.

O gari foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Pirapora, que investiga o caso 19 Gari quebra a coluna de cachorro com um chute e vai preso. Em nota, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Pirapora, responsável pelo trabalho de coleta de lixo na cidade, repudiou o fato e informou que serão tomadas medidas para punir o funcionário, que é contratado por uma empresa terceirizada. “A autarquia não compactua com qualquer tipo de agressão contra animais, aliás, somos contra qualquer tipo de violência, seja contra pessoas, animais ou a natureza”, afirmou.

.

Fonte: Jornal O Tempo

.

 

Moradores que cuidavam do cachorro ficaram revoltados e cobram Justiça

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!