Publicidade

Flávio Roscoe, presidente da Fiemg, espera uma retomada mais ágil

Postado em 29/07/2020 15:03

A recuperação da indústria nesse momento de pandemia depois de uma queda acentuada da atividade econômica a partir de abril e depois uma recuperação em três meses em sequência, assim se espera a retomada da economia. Segundo Flávio Roscoe Nogueira, presidente da Federação da Indústria de Minas Gerais (FIEMG) houve a injeção de renda e isso tem ajudado bastante.

Ainda Flávio Roscoe espera uma retomada mais ágil. “O fato da indústria ter sido confirmada como essencial no início da pandemia, permitiu que não houvesse falta de nenhum produto e ainda manutenção de emprego destes trabalhadores. Não houve nenhum surto ou número de casos significativos de contaminação dentro das industrias. As boas práticas tem a prevenção como ponto de formação”, disse.

O fato do comércio ficar muito tempo fechado pode provocar um embate entre pandemia e economia. “A cidade de Belo Horizonte é a cidade a mais tempo fechada no mundo. A Fiemg é chamada a conversar, mas falamos e não somos escutados”, disse Flávio Roscoe.

A FIEMG representa 80 mil indústrias responsáveis por mais de 1 milhão de empregos diretos. A entidade coloca à disposição das empresas mineiras, assessoria e apoio em áreas vitais como crédito e financiamento, tributos, meio ambiente e trabalho.

A Federação vem defendendo diversos pleitos durante a pandemia do novo coronavírus, que foram atendidos pelos governos federal e estadual. Essas medidas ajudaram as empresas a continuarem funcionando com saúde e segurança, garantindo empregos e o fornecimento de produtos fundamentais para a sociedade.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!