Publicidade

Equipe de transição apresenta exigências de Divinópolis para COPASA continuar na cidade

Postado em 23/12/2020 20:22

Will Bueno(infraestrutura) e Ezequiel Cilas(meio ambiente), futuros secretários, representando o prefeito eleito Gleidson Azevedo, estiveram junto com a Sara Amaral servidora da SEMFOP, reunidos na manhã desta Terça dia 22 com a diretoria executiva da COPASA, para tratar dos assuntos especificados na reunião anterior do dia(15) junto ao deputado estadual Cleitinho Azevedo e representantes do Governo de Minas Gerais.

Estavam representa do a COPASA os gerentes responsáveis por cada setor da Estatal responder a cada questionamento levantado pela prefeitura. Entre eles estavam João Martins – Superintende da Unidade de Negócios, Elizabeth Barbosa – Gerente regional de Divinópolis, Paulo de Tarso – Gerente da Unidade de Serviços de Expansão, Cristiano Lara – Gerente da Unidade de Concessões, Breno Guedes – Gerente da Unidade de Comunicação e Luciana Barbosa – Gerente da Unidade de Responsabilidade Social.

Na oportunidade foi discutido como a empresa vem se preparando pra atender a nova lei do saneamento com foco na possibilidade de revisão do contrato de forma que a cidade tenha cobertura completa com eficiência, qualidade na prestação de serviço e comprovação de que a COPASA tem capacidade de entregar resultados em curto, medio e longo prazo.

Advertisement

Sobre a falta de água, os representantes da nova gestão de Divinópolis deixaram claro que a prefeitura vai exercer o seu direito e obrigação contratual de fiscalizar a falta d’água e se faltar, a prefeitura vai entrar com o pedido de multa junto a agência reguladora. A COPASA por outro lado afirmou que obras estão sendo feitas, como poços artesianos entre outras melhorias e que isso não vai acontecer mais.

Will Bueno e Ezequiel Cilas também debateram a situação das obras de pavimentação dos bairros Terra azul, Costa azul, São Simão Grajaú e Jardinópolis que ja tem os recursos em caixa mas foram paralisadas porque a COPASA ainda não fez a rede de esgoto desses bairros. Também foi apresentada a situação do bairro Copacabana que também está com obras “travadas”.

A empresa de comprometeu a apresentar soluções para todos estes problemas em uma nova reunião, agendada para 12 de janeiro. A copasa também apresentou para a prefeitura a proposta da tarifa social onde a população carente cadastrada no CAD Único da Assistência Social terá 50% de desconto na conta de água.

Para finalizar, os futuros secretários deixaram claro para toda a diretoria que se a COPASA não entregar dentro do prazo as obras que forem determinadas na próxima reunião, serão aplicadas multas rigorosas até o rompimento do contrato e o chamamento de novas empresas do setor de saneamento para assumir o serviço de água e esgoto em Divinópolis.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!