Em nova resposta, Prefeito Gleidson Azevedo rebate morador do São Roque - Portal MPA

Publicidade

Em nova resposta, Prefeito Gleidson Azevedo rebate morador do São Roque

Postado em 08/12/2021 12:37
Publicidade

Após a publicação feita pelo Sistema MPA de Comunicação, nesta quarta-feira (08/12), sobre a resposta do morador Vicente, do bairro São Roque em Divinópolis, ao Prefeito Gleidson Azevedo, depois de se sentir humilhado; Gleidson Azevedo mais uma vez se posicionou sobre o caso.

Em vídeo gravado por Vicente, ele explicou que questionou a ilegalidade do geoprocessamento, considerando injusta a cobrança do IPTU. Ainda no vídeo Vicente relatou que é um cidadão que nunca teve problema na Justiça, nunca foi preso e ele revidou a fala do Prefeito. “vagabundo é você, seu canalha, moleque. Divinópolis agora tem um moleque. Nós temos uma cobrança de IPTU injusta. É ofender o contribuinte que paga o seu salário, fazendo esses vídeos. Otário, Palhaço. Você não vai me intimidar. Achou que eu ia ficar calado, covarde, palhaço, cria vergonha nessa sua cara. Que vergonha para Divinópolis. Está todo mundo indignado”, acrescentou Vicente.

Nova resposta de Gleidson Azevedo:

Diante do depoimento de Vicente, publicado hoje (08/12), Gleidson Azevedo, afirma que é verdade que quem enviou o projeto do georreferenciamento foi o ex Prefeito Galileu Machado e nove vereadores, os quais aprovaram o projeto. Ainda de acordo com Gleidson é mentira que espaços de galinheiros e casas de cachorro vão ser cobrado acréscimo de área. Ele finaliza dizendo que é verdade que ele enviou um projeto para a câmara colocando todos os imóveis de pessoas que ganham até 3 salários na cota básica do município pagando menos de R$30,00 por ano. Veja o que Gleidson disse nas redes sociais:

Prefeito responde morador

Foto redes sociais/Prefeito responde morador

 
Entenda o caso:

O morador Vicente, recebeu a notificação da prefeitura sobre a área construída e segundo ele foi contabilizado os galinheiros e casinhas para marrecos, além da área de forno. Ele mostra o quintal, as casinhas que fizeram ele ser colocado como situação irregular do imóvel, a área total edificada no lote, a área total edificada levantada no lote e a diferença constatada pelo geoprocessamento.

Ele gravou o vídeo no dia 29 de novembro deste ano. Algumas das casinhas não tem nem mesmo construção, são gaiolas. Ainda o dormitório dos gatos. Em vídeo ele desabafa contra o prefeito Gleidson.

Segundo a prefeitura o contribuinte deve procurar a Prefeitura para fazer a contestação. O atendimento a estes contribuintes só será realizado mediante agendamento prévio para este serviço, que deve ser feito através do site da Prefeitura (www.divinopolis.mg.gov.br ) na área “Cidadão” e depois em “Agendamento Atualização Cadastral”.

Necessário a apresentação dos seguintes documentos:

1-Matrícula no Cartório de Registro de Imóveis ou; Matrícula no Cartório de Registro de Imóveis e Escritura Lavrada ou; Matrícula no Cartório de Registro de Imóveis acompanhada da Guia de Intervivos e ITBI/Transmissão;

2- Contrato de compra e venda com firma reconhecida e Matrícula no Cartório de Registro de Imóveis em nome do proprietário anterior (caso o Registro de Imóveis não esteja no nome do proprietário);

3- Planta do imóvel assinado por um responsável técnico registrado no CREA/CAU, ou laudo de medição realizado por profissional com atribuição para tal, ou projeto aprovado, se existente;

4-Convenção de Condomínio, quando for o caso;

5- Documento de Identificação com foto (RG, Carteira de Habilitação) e CPF.

Morador do São Roque responde Prefeito “Vagabundo é você. Divinópolis agora tem um moleque”

Publicidade