Publicidade

Tradicional loja de bebidas de Divinópolis fecha as portas depois de 23 anos

Postado em 02/02/2021 19:52

Tradicional, BBC estava aberta desde 1998.

 

Uma das mais tradicionais empresas do segmento de bebidas de Divinópolis, a BBC (Bebida a Baixo Custo), que ficava localizado na Avenida primeiro de Junho, esquina com a Rua Itapecerica, no Centro, não resistiu à crise financeira e fechou as portas  na última semana.  

Segundo um dos sócios, o fechamento foi consequência da crise econômica provocada pelo coronavírus em 2020.

Advertisement

O BBC foi inaugurado em 1998, funcionando 24 horas, sem fechar em nenhum momento, nem mesmo quando foi decretado pela Prefeitura a proibição de venda de bebidas, a empresa continuou aberta vendendo outros produtos da loja de conveniência. Foram 23 anos atendendo a população de Divinópolis. 

Pandemia força o fechamento de empresas em todo o Brasil

Um levantamento feito pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e publicado em julho mostrou que 716 mil empresas fecharam as portas desde o começo da pandemia do coronavírus. Do total de negócios fechados, quatro em cada dez afirmaram ao IBGE que a situação deveu-se à pandemia. Vale destacar que desde o começo do ano, antes mesmo do vírus entrar no Brasil, 1,3 milhão de empresas fecharam as portas. 

Das empresas que fecharam durante a pandemia, 518,4 mil (99,2%) eram de pequeno porte (até 49 empregados), 4,1 mil (0,78%) eram de porte intermediário (de 50 a 499 empregados) e 110 (0,02%) eram de grande porte (mais de 500 empregados). É possível afirmar que os micro e pequenos empreendedores foram os mais atingidos por essa crise, fazendo com que o cancelamento do MEI se tornasse rotina nesses últimos seis meses, mesmo com algumas flexibilizações de pagamento de tributos, como por exemplo a DARF. 

Dentre os tipos de comércios que mais sofreram com a pandemia estão as empresas do setor de serviços, comércios, construção civil e indústrias. 

Brasil abriu 2,3 milhões de empresas a mais do que fechou em 2020, diz ministério

O Ministério da Economia informou nesta terça-feira (2) que 3,359 milhões de empresas foram abertas no Brasil no ano passado e 1,044 milhão foram fechadas. Assim, o país registrou um saldo positivo de 2,315 milhões de novos negócios abertos no período.

Segundo o governo, o número de empresas abertas no ano passado foi o maior desde início da série histórica, em 2010.

Os dados estão no Mapa de Empresas, ferramenta digital do Ministério da Economia para acompanhamento de dados sobre registro empresarial no Brasil.

Fonte: Ministério da Economia
 

Microempreendedores individuais

 

De acordo com dados do Ministério da Economia, o país possuía, no fim do ano passado, 19,9 milhões de empresas abertas no país, das quais 11,2 milhões eram de microempreendedores individuais (MEIs) – 56,6% do total.

Segundo a subsecretária de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato do Ministério da Economia, Antonia Tallarida, muito empreendedores têm optado, ao abrir seus negócios, pelo modelo do microempreendedor individual, que tem menos burocracia e paga menos impostos.

“Mais de 2,6 milhões de MEIs foram abertos em 2020, o que reforça a importância dos pequenos negócios para o país, além de eles serem um dos pilares da retomada após a Covid-19. A abertura de MEIs cresceu 8,4% quando se compara com 2019, e supera a taxa de abertura total de empresas, que cresceu 6% [no ano passado]. A abertura de MEIs tem elevado a taxa total de empresas abertas”, explicou Tallarida.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!