Publicidade

Divinópolis registra saldo positivo de 219 novos empregos no mês de setembro

Postado em 09/11/2020 10:19

Pelo terceiro mês consecutivo o Brasil registrou um saldo positivo na criação de vagas de empregos formais. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged, foram criados 313.564 postos, resultado de 1.379.509 admissões e 1.065.945 desligamentos. Esse bom resultado caracterizou-se como sendo o melhor desempenho da geração de trabalho desde o início da série histórica, em 1992.

Mesmo com o bom desempenho de setembro, quando se analisa os valores acumulados, tanto no Brasil quanto em Minas Gerais e Divinópolis, tem-se um número de desligamentos superior aos números de admissões. No Brasil em 2020, foram eliminados 558.597 postos de trabalho, no estado de Minas Gerais, 35.473 e em Divinópolis saldo negativo de 1.560.

Diminui o ritmo da geração de novas vagas

Nos três últimos meses, a cidade demonstrou o mesmo comportamento da média nacional, gerou saldos positivos no mercado de trabalho formal em julho, 253, em agosto 384 e uma leve desaceleração em setembro 219. Em doze meses o município já registrou sete meses de admissões menores que as demissões.

Após registrar crescimento na criação de empregos formais em todas as atividades econômicas em agosto, no mês de setembro dois setores demonstraram saldos negativos, os serviços e a construção.

Comércio desacelera na geração de novas vagas

Outro ponto que se deve destacar, foi a diminuição na taxa de crescimento na criação de postos de trabalhos no setor do comércio, que saiu de um saldo de 189 em julho, para 32 vagas criadas em setembro.

Contudo, tal tendência deve-se reverter no quarto trimestre do ano com a aproximação das datas comemorativas do final de ano, quando há uma elevação da demanda e aumento de empregos temporários.

O setor da Indústria gerou mais empregos seguido pelo comércio

No município, como no Brasil, o segmento que mais contribuiu para o saldo positivo na criação de empregos em setembro foi a indústria com 264, seguindo pelo comércio, 32.

De janeiro até setembro, somente a agropecuária não apresentou retração no saldo de empregos. Os dois principais setores da economia divinopolitana, o comércio e os serviços, por sua vez, ainda registram importantes saldos acumulados negativos de 913 e 544 respectivamente, seguido pela indústria, 65 e construção, 56.

Nova Serrana se destaca na retomada, porém Itaúna apresenta o melhor resultado no ano

Analisando o comportamento do mercado de trabalho nas principais cidades da região Centro-Oeste, destaca-se a rápida retomada das atividades da cidade de Nova Serrana, pelo segundo mês seguido foi a cidade que mais gerou postos de trabalho na região.

A cidade, criou 1.016 empregos formais, depois Itaúna, com 403 e Divinópolis com 219. Já no acumulado do ano os números não são animadores, Nova Serrana tem 3.391 postos de trabalhos eliminados, Divinópolis aparecer com saldo negativo de 1.560 e Itaúna se destaca positivamente pela criação de 229, tornando-se a única cidade dentre as principais da região a ter um saldo positivo na criação de postos de trabalhos em 2020.

Confira o relatório completo eleborado pelo Instituto Vitaltec apartir dos dados de setembro do Caged.

 

Com informações da CDL

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!