Publicidade

América vence e espera o fechamento da rodada para ficar no G4.

Postado em 10/10/2020 13:00

BANNER FUTEBOL AGOSTO 2020

O América voltou a vencer em casa após cerca de um mês. A vítima, nesta sexta-feira, foi o Náutico. No Independência, o time comandado por Lisca impôs seu mando de campo e conseguiu um triunfo tranquilo: Felipe Azevedo abriu o placar no primeiro tempo e seu xará Felipe Augusto fechou o marcador na etapa final. O resultado tem efeito oposto para as duas equipes. O Coelho – por conta dele – dorme no G-4, enquanto o Timbu se vê cada vez mais ameaçado pela zona de rebaixamento.

O América, com a vitória, subiu para a terceira posição, com 25 pontos em 15 jogos. Já o Timbu segue em queda livre. Agora é o 14º, com 15 pontos, a apenas um da zona de rebaixamento.

O Náutico já volta a jogar na próxima segunda-feira. Às 20h, recebe a Ponte Preta nos Aflitos. Já o América só atua na sexta-feira. Pega, no estádio Santa Cruz, às 19h15, o Botafogo-SP.

O América foi superior desde o primeiro tempo. O time pressionou a marcação e dificultou a saída do Timbu. A equipe já havia chegado com perigo algumas vezes, principalmente em cabeçada de Léo Passos, mas havia parado em Jefferson. Com o chute de fora da área de Felipe Azevedo, no entanto, o goleiro alvirrubro nada pôde fazer. Rasante, no canto, com força, o disparou pôs o Coelho na frente, enquanto o Náutico foi inofensivo na frente e teve dificuldade para se proteger.

Na volta do intervalo, Gilson Kleina fez duas mudanças no Náutico. Tirou Thiago e Djavan, colocou Jhonnatan e Erick. Mesmo assim, o Náutico não funcionou: seguiu se defendendo mal e atacando ainda pior. Já o América continuava melhor – e chegava cada vez com mais perigo. Marcelo Toscano, acionado no segundo tempo, perdeu duas grandes oportunidades. Mas o segundo gol do time mineiro aconteceria dali a pouco. Aos 33, Felipe Augusto completou cruzamento de Rodolfo no segundo pau e decretou a vitória. O time pernambucano ainda chegou a acertar o travessão, com Kieza, mas não teve forças para diminuir.

O Náutico chegou ao quinto jogo seguido sem vitória – o quarto consecutivo sem marcar gols. Ao contrário da última partida, contra o Paraná, desta vez o time criou muito pouco. A única chance real foi uma finalização de Kieza no travessão.

Ex-técnico do Náutico, Lisca jamais havia vencido o clube em que passou duas vezes, entre 2014 e 2015. No quarto encontro entre eles, porém, a escrita foi quebrada. No América-MG, a vitória veio. E veio com autoridade.

A vitória do América teve participação importante de Lisca. No segundo tempo, ele fez duas mudanças: acionou Rodolfo e Felipe Augusto ao mesmo tempo (aos 20). Treze minutos depois, Rodolfo recebeu bola na área e cruzou para Felipe Augusto completar e marcar o gol da vitória.

O técnico Gilson Kleina foi expulso pouco depois do segundo gol do América. Estava muito irritado com a arbitragem, que errou ao não anotar impedimento de Felipe Augusto, impedido no gol da vitória da equipe mineira.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!