Grávidas: doula comenta sobre o que toda mãe deveria saber - Portal MPA

Publicidade

Grávidas: doula comenta sobre o que toda mãe deveria saber

Postado em 03/01/2022 16:03

As grávidas acabam por passar grande parte da espera pelo parto com muitas dúvidas. Do mesmo modo, o momento de dar a luz e os pimeiros meses do bebê também carregam ansiedade. Embora atualmente a maioria das mulheres tenham segurança em suas areas profissionais e familiares, a gravidez ainda causa insegurança.  Somente entre os partos há possibilidades entre o natural, na água, humanizado, cesárea e outros. Contudo algumas grávidas não conhecem até mesmo o chamado plano de parto.

Fequentemente, as futuras mães além de terem que lidar com as expectativas pela chegada do filho, ainda se deparam com condutas desagradáveis. Por exemplo, induzir a paciente a realizar cesárea sem indicação ou recusar analgesia no parto são exemplos de violência obstétrica. Atualmente esse termo é utilizado para definir o abuso que as mulheres sofrem durante o parto. 

Violência física, bem como a agressão verbal, psicologica, e até mesmo a negligencia, são caracterizadas como a violência obstétrica. Embora muitas mães não saibam, mas a própria peregrinação de ter que andar de hospital em hospital para conseguir atendimento médico no momento do parto, é considerado negligência. Recenetemente o caso da influenciadora Shantal Verdelho veio a público. Através de um áudio que viralizou, a empresária relatou as agressões verbais que spode ter sofrido durante o parto.

Para compreender melhor sobre os direitos e as necessidades que as grávidas tem, a Rádio 94 Live conversou com a doula Isabela Matos, confira abaixo:

 

 

View this post on Instagram

A post shared by Rádio 94FM (@radio94fm)

Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade