Presidente do Atlético concede coletiva e esclarece algumas questões de sua gestão

Postado em 24/10/2019 14:52

Após mais de três meses, Sérgio Sette Câmara voltou a falar para a torcida do Atlético. Nesta quinta-feira, após uma reunião da diretoria na Cidade do Galo, o presidente atleticano atendeu aos jornalistas e conversou com a imprensa por por mais de uma hora e meia. Foram diversos assuntos abordados com o mandatário alvinegro, entre eles a formação do elenco para a próxima temporada.

Sérgio Sette Câmara, que normalmente não fala muito sobre questões do time em campo, deixando essas situações para o diretor de futebol Rui Costa, comentou alguns assuntos sobre negociações. Responsável pelo acerto com Chará, maior contratação da história do Atlético, o presidente falou que tem uma proposta na mesa de valores parecidos com o que ele pagou e que está em análise o destino do atacante colombiano.

“Jogador bom custa caro. Eu acho um Chará um ótimo jogador e ele continua valendo esse valor ai. Eu tenho uma proposta bem próxima disso por ele e está na mesa. Vamos ver e analisar se ele fica ou não. É um patrimônio que tem o seu valor no investimento.”

Sobre Cleiton e o possível interesse do Bragantino, Sette Câmara disse que basta o time paulista pagar o que o Galo quer. O Atlético já tem o interesse de renovar com o goleiro, que hoje tem multa de R$ 70 milhões para clubes brasileiros – até o fim do contrato, e 20 milhões de euros para clubes estrangeiros.

“Sobre o Cleiton, a chance é o Bragantino vir aqui e pagar o preço que a gente quer por ele. E é bem caro. Ou seja, difícil. Nenhum jogador do Atlético é inegociável. Se vier aqui e pagar 20 milhões de euros, se depositar aqui, leva. É uma das fontes de renda que o clube tem.

Os planos da diretoria do Atlético é rejuvenescer o elenco para os próximos anos. E Rui Costa já está encabeçando este planejamento. Alguns jogadores mais experientes não devem ficar, enquanto peças da base deverão subir para o profissional.

“Para o ano que vem, um dos objetivos nossos é rejuvenescer o time. É uma coisa que o Rui já tem o planejamento, nós já sabemos onde precisamos focar, o que precisamos fazer, quem nós precisamos permanecer e quem vamos buscar”.

“Quais os garotos da base vão subir. Dinheiro para fazer aquisição de jogadores não tem. O que nós vamos tentar fazer são escambos. A velha pratica da troca. O Atlético tem em seu plantel jogadores interessantes, que podem interessar outros clubes.”

“A gente já iniciou conversas nesse sentido. O Rui está a frente. Eu sempre sou brifado e, em determinados casos, converso de presidente para presente” – explicou Sérgio Sette Câmara.

Apesar de já estar planejando 2020, o contrato do técnico Vagner Mancini vai apenas até o fim de 2019. Mesmo sem a confirmação do treinador para o próximo ano, nomes já estão sendo sondados e negociados. Segundo Sérgio Sette Câmara, um bom jogador se encaixa no esquema de qualquer técnico e é isso que o Galo busca.

“O jogador vai ser do clube. Quando você monta um time, levando como base aquilo que um determinado treinador quer. Você tem que montar um time pensando em um time bom e não um time que seja a cara do treinador. Lógico que o treinador pode dar alguma dica, mas temos outras avaliações que devem ser feitas. Isso minimiza o erro. A gente quer um jogador que tenha a cara do Atlético. Independente de quem seja o treinador, que seja um jogador que chegue aqui e entregue”.

 
 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com