Para não piorar a crise, Pedro Lourenço, dono do Supermercados BH, faz acordo com o Cruzeiro

Postado em 17/09/2019 12:01

Os dois processos na Justiça de Minas Gerais que a empresa Supermercados BH Comércio de Alimentos LTDA move contra o Cruzeiro Esporte Clube devem ser extintos após um acordo extra-judicial envolvendo as duas partes. O patrocinador da Raposa cobrava 20% da venda do lateral Mayke ao Palmeiras e 25% dos valores envolvendo a ida de Arrascaeta ao Flamengo. Ele receberá um total de R$ 10 milhões do clube celeste, que ainda pagará mais R$ 1,5 milhão de honorários advocatícios.

Em dois documentos datados de 30 de agosto, os advogados do Supermercados BH e do Cruzeiro assinaram o acordo que foram apresentados às Varas Cíveis que julgam os casos.  No que diz respeito à cobrança de Mayke, o juiz da causa já homologou o acordo que compete os seguintes valores: 24 parcelas de R$ 41,6 mil (R$ 1 milhão) para o Supermercados BH, e outros R$ 150 mil (em dez parcelas) ao escritório de advocacia que representa o parceiro.

No caso da cobrança por Arrascaeta, a Juíza da 1ª vara cível de Belo Horizonte ainda não homologou o acordo, mas já recebeu o pedido para que aceite o “aperto de mão” entre as partes. Nele, a Raposa pagará R$ 9 milhões em 24 parcelas de R$ 375 mil. A informação do pacto pela cobrança dos 25% de Arrascaeta foi confirmada.

Além disso, haverá o acerto de R$ 1.350.000 ao escritório que defendeu o Supermercados BH na causa. Os dois acordos acertam que todos os quatro pagamentos iniciarão em 20 de fevereiro de 2020.

Os pagamentos que o Cruzeiro fará:

Por 20% de Mayke:

  • R$ 1 milhão em 24 parcelas ao Supermercados BH
  • R$ 150 mil em 10 parcelas aos advogados do patrocinador

Por 25% de Arrascaeta:

  • R$ 9 milhão em 24 parcelas ao Supermercados BH
  • R$ 1,35 milhão em 15 parcelas aos advogados do patrocinador

O acordo entre Supermercados BH e Cruzeiro ainda não foi homologado na Justiça porque a juíza, em despacho em 10 de setembro, alegou que o documento apresentado pelas partes não deliberou sobre a decisão judicial que mandou o Flamengo depositar os valores restantes do pagamento de Arrascaeta em juízo. Além disso, a magistrada agendou audiência de conciliação na 1ª Vara para às 9h30 de 25 de outubro de 2019.

“No que tange o acordo apresentado pelas partes (ID. 82888523) verifica-se que não houve menção acerca do que fora decidido em decisão liminar de ID. 78718717, haja vista a determinação, por este juízo, do depósito judicial de valores a serem pagos ao réu pelo Clube de Regatas do Flamengo”.

Desconto de R$ 17 milhões

O Supermercados BH tinha direito a 20% da venda de Mayke ao Palmeiras. Ou seja, 1/5 dos R$ 8 milhões que o Cruzeiro recebeu pela transferência, o que daria R$ 1,6 milhões. No entanto, o acordo com a Raposa fez a empresa do conselheiro celeste Pedro Lourenço abrir mão de R$ 600 mil.

O mesmo, em maior escala, aconteceu no “caso Arrascaeta”. O Cruzeiro acertou o recebimento de R$ 51 milhões para vender 50% do uruguaio ao Flamengo, em janeiro de 2019 (valores divididos em três parcelas). Sendo que o Supermercados BH pleiteia receber 25% dos 50%, ou seja, metade do que a Raposa ganhará (R$ 25,5 milhões). Porém, aceitou R$ 9 milhões, R$ 16,5 milhões a menos.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!