Na garra, na raça e na força de vontade o Galo vence o Ceará e espanta o jejum pelo Brasileirão

Postado em 29/09/2019 20:55

O Atlético Mineiro entrava em campo com uma preocupação notória! O time alvinegro procurava sair do jejum que já pendurava-se por seis rodadas, e com a eliminação da Copa Sulamericana, o elenco atleticano via-se com uma árdua tarefa no jogo contra o Ceará. A torcida em protesto não compareceu em peso diante da Arena Independência, em Belo Horizonte, demonstrando a real insatisfação pelo clube.

Resumo do Primeiro Tempo: O Ceará iniciou o jogo com uma pressão desenfreada contra o Atlético, porém os jogadores do Galo, sobre muita correria, pressão de jogo e também em uma ofensividade buscava manter a posse do jogo, embora o Ceará, ainda que apresentasse uma mínima porcentagem de posse de bola, garantia uma boa grade defensiva mesclada a um bom contra-ataque, deixando claro o quão abatido os jogadores do Atlético Mineiro se encontravam. Embora o Galo, ao decorrer do Primeiro Tempo buscava através de uma pressão e ”raça”, responder à altura o que o Ceará se proporcionava a entregar, fazendo com que, por alguns minutos do Primeiro Tempo um jogo no entanto tedioso às vistas da torcida, que ainda se manifestava contra a instituição. 

Aos 42 minutos, já na etapa final do Primeiro Tempo, um descuido da zaga atleticana… Nathan deixou com que Felippe Cardoso pudesse adentrar a área atleticana, fazendo com que Igor Rabello ficasse no mano a mano contra o jogador do Ceará, por um infortúnio o jogador atleticano se lançou contra o jogador; derrubando-o para que o Pênalti pudesse ser confirmado, tal penal convertido pela Meia Central Thiago Galhardo que colocado deslocou o goleiro Cleiton, que caiu para o lado esquerdo, observando a bola balançar o meio das redes atleticanas. A situação enfim do Galo piorava, fazendo com que a torcida se exaltasse em forma de impaciência contra o Atlético Mineiro que não conseguiu se recuperar do prejuízo que então sofria no marcador; Atlético 0 x 1 Ceará. 

 

Após o término do Primeiro Tempo, a torcida atleticana presente no Independência protestou contra a Presidência do Atlético Mineiro.

Resumo do Segundo Tempo: O começo do Segundo Tempo agora marcava uma tentativa de reação do Atlético, que já no início do tempo alavancava-se à frente do sistema defensivo cearense, buscando então o Gol de empate para que pudesse enfim ter uma postura mandante diante do contexto de jogo. Porém o Ceará encaixava-se bem em uma esquematização defensiva, atrasando as deixas que o Atlético tinha a oferecer. O Ceará então não tinha pressa para realizar as suas ações. A resposta atleticana então veio logo aos 8 mintos e 20 segundos, o Galo reagia contra o Ceará, buscando evitar uma crise maior, fazendo uma pressão forte contra o gol cearense. Réver pega rebote na entrada da área e finaliza forte, rasteiro, carimbando a trave. Otero pega rebote e chuta de primeira, para balançar as redes e empatar a partida.

A partida então voltava com ainda mais pressão entre ambas as equipes. O Galo, já com o empate corria contra o relógio para conseguir uma vitória diante do Independência, o empate não era o melhor dos resultados para os atleticanos, a necessidade de ganhar e sair de um jejum de vitórias era gritante e sabendo a importância disso, o elenco atleticano buscava garantir uma busca pela vitória.

O Atlético então parecia responder com maior ofensividade durante o Segundo Tempo, conseguindo boas oportunidades de gol com Otero e também Patric, que em finalização não tinham a sorte de balançar as redes, mesmo arrancando tinta da trave do gol cearense. O Galo vinha com tudo para uma resposta rápida na intenção de garantir a vitória, porém a estratégia de ambas as equipes era um tanto duvidosa… O esquema tático não se mantinha vivo, fazendo com que Atlético x Ceará mais transmitisse um aspecto de; ”Tudo ou Nada”.

O jogo prosseguia em uma intensidade gigantesca por parte da equipe atleticana que buscava o Gol, porém não conseguia caprichar na finalização para que o placar pudesse ser alterado, porém o Ceará se fechava na intenção de levar o 1 x 1. Complicando a situação do Atlético. Porém, aos 34 minutos entrou ele; Luan! Que enfim conseguia balançar as redes do Ceará, retirando o Galo dessa tal crise que já se pendurava por seis derrotas seguidas, Di Santo cruza para Réver, que cabeceia para boa defesa do goleiro. No rebote, ele escora, a bola fica com Luan, que finaliza no cantinho para virar a partida. Luan então conseguia reverter a situação para o Galo, colocando-o na frente e até então conseguindo a vitória.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com