Publicidade

Luxemburgo traça meta de 10 vitórias e fala em obrigação para Cruzeiro subir.

Postado em 08/09/2021 11:29

Apesar de ter ficado irritado com o erro do VAR no gol do Goiás, o técnico Vanderlei Luxemburgo enxergou com bons olhos o empate do Cruzeiro em Goiânia, por 1 a 1. Segundo ele, o resultado estava dentro da conta feita para o restante da Série B. Nela, 10 vitórias são obrigatórias.

São 10 jogos que eu coloquei, não vou falar quais são, mas 10 jogos que temos a obrigação de ganhar – projetou o técnico.

Advertisement

Com o resultado em Goiânia, o time ampliou a invencibilidade para nove jogos (sete com o treinador), mas desperdiçou mais uma chance de vitória, e soma seis empates na série sem perder. As duas últimas igualdades (com CRB e Goiás) fazem parte da sua conta.

“Foi um resultado dentro daquilo que eu coloquei de projeção, contra o CRB e contra o Goiás, que são times que estão lá em cima. Ah, tem que ganhar? Não, temos que ganhar jogos com adversários que não estão indo para lugar nenhum”.

“Ganhar do Goiás aqui é muito difícil, e nós tivemos próximos de ganhar. Jogamos um grande jogo” 

Apesar de não enxergar o resultado como ruim, Luxemburgo lamentou a irregularidade no gol do Goiás, logo na saída de bola após Thiago marcar para o Cruzeiro.

Segundo a comentarista de arbitragem da Central do Apito, Janette Mara Arcanjo, as imagens mostraram que o atacante Dieguinho, do Goiás, estava à frente da linha de meio campo. O lance, portanto, deveria ter sido reiniciado.

“Quem tem que observar isso é o VAR, e chamar a atenção do árbitro. O VAR está para ver as irregularidades que o árbitro não pode perceber. Se ele percebeu, ele viu, tem que chamar a atenção. Se o jogador está no nosso campo, não pode ser dada a saída com o jogador no nosso campo. Então eu acho que o VAR errou, como vem acontecendo, mas não pode acontecer uma situação dessa”.

“Mesmo que seja meio metro, um pé ou dois, não adianta, não interessa. O importante é que o jogador está irregular!. 

O gol, validado pela arbitragem de vídeo, acabou interrompendo uma sequência de três jogos seguidos sem que a defesa celeste fosse vazada. Segundo Luxemburgo, no entanto, não há o que reclamar da zaga.

“Tomamos o gol com erro do VAR e a gente está tendo uma defesa muito sólida. Se você pegar, qual foi a grande defesa que o Fábio fez dentro do jogo? Que culpa tem a defesa? A culpa foi do VAR, que deveria ter invalidado o gol, porque o jogador do Goiás estava irregular. Não o juiz, o VAR”.

FUTEBOL MINAS FM

FUTEBOL MINAS FM

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!