Luto no jornalismo esportivo: Cadu Cortez morre vítima de infarto

Postado em 03/03/2020 16:29

 

Fonte: Comunique-se

Jornalista passou mal durante viagem de avião da Argentina para o Brasil

Cadu Cortez tinha 40 anos e vinha trabalhando como locutor esportivo para o DAZN

Colegas do jornalismo esportivo entram em luto e lamentam morte do profissional

O jornalismo esportivo brasileiro amanheceu em luto. Aos 40 anos, o locutor esportivo Cadu Cortez entrou na manhã desta terça-feira, 3, para a lista de vítimas fatais do infarto. Ele passou mal durante o voo de Buenos Aires para Guarulhos (SP). Ele estava na Argentina para cobrir jogos transmitidos pelo DAZN, plataforma de streaming para a qual trabalhava desde outubro do ano passado.

 

 

De acordo com informações de Gabriel Vaquer no UOL, Cadu Cortez chegou a ser atendimento pela equipe médica do aeroporto de Guarulhos. O jornalista chegou a ser levado ao hospital, onde sofreu novas paradas cardíacas e não resistiu. Conforme informações de colegas recebidas pela reportagem do Portal Comunique-se, o locutor esportivo chegou até apresentar melhora na madrugada, tendo até conversado com o seu pai, que é médico. Sofreu, porém, infarto fulminante na madrugada desta terça.

Em nota, o DAZN lamentou a baixa para o jornalismo esportivo. “Estamos profundamente entristecidos com a morte prematura de Cadu Cortez, um narrador talentoso, respeitado e querido por todos nós. Hoje marca um dia muito triste para o DAZN e o mundo do esporte”, pontua a empresa. “Cadu foi um profissional vibrante, cuja personalidade vivaz nos entreteve em diversos momentos. Sempre nos lembraremos dele pelo dinamismo e pela paixão que ele nutria pelo esporte. Ele sem dúvida fará muita falta. Estendemos nossos pensamentos e apoio à família e aos amigos do Cadu, nesse momento de despedida e tristeza”, complementou a plataforma de streaming desportivo.

Carreira

Formado em jornalismo em 2001 pela FMU, Cadu Cortez teve passagens por emissoras de rádio e televisão e também atuou como locutor de eventos. Foi repórter e apresentador da Rádio Eldorado e da TV Cultura de São Paulo. Investindo no jornalismo esportivo, trabalhou como narrador na Latin Sports e nos canais Fox Sports, além de rápida passagem pela Rádio Capital. Foi por anos o locutor dos eventos realizados pela marca Red Bull no Brasil. No último semestre de 2019, além de chegar ao time do DAZN, passou a atuar no time de editores e apresentadores do núcleo de podcasts do Estadão.

Colegas em luto

A morte de Cadu Cortez em decorrência de um infarto chocou o jornalismo esportivo do país. Pelas redes sociais, colegas fizeram questão de mostrar que estão em luto. E listaram algumas das qualidades do já saudoso companheiro — tanto no âmbito profissional quanto pessoal. “Jornalista, repórter, narrador e apresentador capaz de imitar o Leandro Quesada como se fosse ele mesmo. Como se incorporasse o personagem. Como se o dublasse. Como o seu pai dublava o meu herói desde criança. A gente aprende que a vida não é um desenho animado. Mas Cadu é desses caras que faz a vida ser mais animada”, postou Mauro Beting.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
error: Este conteúdo é protegido!