Publicidade

Jogo contra a Ponte Preta é a referência para Cruzeiro voltara a séria A.

Postado em 01/10/2020 13:14

BANNER FUTEBOL AGOSTO 2020

O Cruzeiro, enfim, teve uma atuação convincente na Série B do Campeonato Brasileiro. Se as outras vitórias na competição foram sofridas, o triunfo sobre a Ponte Preta foi robusto, com a atuação impositiva que se espera de um dos grandes do chamado “G-12” quando caem. Ainda precisando de um binóculo para enxergar o grupo de acesso, o desafio é manter o alto nível de atuação, maturidade e concentração para ambicionar, novamente, o retorno à Série A.

Ney Franco chegou com discurso de montar um time com marcação alta e futebol propositivo, vertical sempre que estivesse com a posse. Ainda não tinha conseguido um volume grande de chances, mesmo quando superou o Vitória, na estreia dele. O próprio Ney assumiu isso, na ocasião.

Na noite dessa quarta, o futebol que o treinador e o que o torcedor almeja, enfim, chegou. Três a zero foi pouco. Pela primeira vez na Série B, houve “sobra” do Cruzeiro no ataque e segurança na defesa. Fábio só trabalhou (muito bem, inclusive) no início, em chegada cara a cara de João Paulo.

Os números traduzem a soberania do Cruzeiro. Foi esmagador nas finalizações (15 contra 3), obrigou Ivan a fazer três defesas difíceis e teve uma posse de bola muito mais produtiva do que o adversário, apesar de um empate técnico no quesito (51% x 49%). Era exatamente a posse “estéril” que prejudicava o time nos últimos jogos.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!