Huracán x Cruzeiro: saiba como as emissoras de rádio em Minas Gerais se preparam para lidar com a transmissão de jogo no Facebook

Postado em 04/03/2019 10:40

Partida no El Palacio, em Buenos Aires, será transmitida pelo Facebook (Foto: Google Street View)

 

A transmissão exclusiva de Huracán x Cruzeiro no Facebook impactará no trabalho dos profissionais de rádio em Minas Gerais. Somente três emissoras de Belo Horizonte farão a cobertura in loco em Buenos Aires na próxima quinta-feira, às 19h (de Brasília): Rádio Itatiaia, Rádio 98 FM e Rádio Super Notícia. As demais acompanharão a partida válida pelo Grupo B da Copa Libertadores em seus respectivos estúdios, também conhecidos no meio como “tubo” ou “tubão”.
 
Por causa do provável atraso de 30 segundos das imagens do Facebook em relação ao sinal do rádio, quem estiver no estádio terá a vantagem de narrar o gol “em primeira mão”. Por isso, a Rádio Itatiaia se programou para levar equipe completa. O locutor Alberto Rodrigues e o comentarista Júnior Brasil ficarão em uma cabine no El Palacio, enquanto o repórter Samuel Venâncio acompanhará tanto o ataque do Cruzeiro quanto do Huracán. Eles contarão com a assistência técnica de Rodrigo Gonçalves. “Para a Itatiaia, é uma maneira ainda mais eficiente em trabalhar a audiência. Nossos ouvintes sabem que a emissora sempre está presente onde tem Atlético, América e Cruzeiro. Em todas as partes do mundo, o microfone da Rádio de Minas dá voz aos clubes mineiros”, afirmou a diretora de esportes da Itatiaia, Úrsula Nogueira.
 
A Rádio Minas FM de Divinópolis fara pela primeira vez a transmissão de um jogo exclusivo transmitido pela internet a preocupação é o delay que é inerente da internet. 

Leo Lasmar, Gu Freitas e Oliveira Lima

 
Líder em audiência nas transmissões esportivas no estado, a Itatiaia escala narrador, repórter e um técnico para todos os jogos dos clubes mineiros fora de casa, enquanto o comentarista e um segundo repórter assistem à partida pela TV no estúdio da emissora, no Bairro Bonfim, em Belo Horizonte. A peculiaridade de Huracán x Cruzeiro fez o veículo mudar a logística. “Precisei aumentar a equipe que fará a cobertura in loco para continuar levando aos nossos ouvintes a rapidez e a agilidade na informação. Este também é nosso diferencial: perseguir a eficácia da informação. E será um rumo sem volta. As áreas comerciais estão vendendo as redes sociais a cada dia com mais frequência. Até nossos colegas estarão na confiança fazendo a escuta da Itatiaia”, acrescentou Úrsula.

Samuel Venâncio e Alberto Rodrigues acompanham o Cruzeiro na Itatiaia (Foto: Samuel Venâncio/arquivo pessoal)
 
A Rádio 98 FM, conhecida pelo viés humorístico nas transmissões de futebol, enviará à Argentina o narrador Guilherme Mello, o repórter Adroaldo Leal e o técnico Diego Gonzalez. Durante o jogo, Mello colocará em prática as paródias do jornalista Milton Neves (Miltão) e do locutor Alberto Rodrigues (Albertinho Lombriga), e Adroaldo descreverá as ações de Huracán e Cruzeiro. De Belo Horizonte, o comentarista Diogo Medeiros acompanhará as imagens do Facebook e fará as análises no intervalo e depois da partida.
 
“O Guilherme faz a narração, enquanto eu cubro os ataques tanto do Cruzeiro quanto do Huracán. Do estúdio, ficarão o Mário (Alasca) e o Diogo (Medeiros). O Mário entra antes das transmissões para passar os patrocinadores, e o Diogo fará os comentários. Porém, esses comentários serão feitos no intervalo e depois do jogo. Aqueles comentários no decorrer da partida, a gente mesmo faz da Argentina, pois estaremos in loco”, contou Adroaldo. Na opinião dele, nenhum cruzeirense terá paciência de assistir ao jogo no Facebook sem sintonizar o aparelho de rádio.
 
“Antigamente, a galera se reunia para assistir ao jogo nos bares. Quem estava com o radinho no ouvido, gritava gol antes de a imagem passar na TV. Isso irritava os que só acompanhavam por vídeo. Agora haverá uma inversão. Por causa da diferença grande, acho que todo mundo sintonizará no rádio. Os torcedores não aguentam ficar à espera. Se ouve alguém gritando na rua, já pegam e ligam o rádio”. “Nós, durante a semana, brincamos muito com isso na programação da 98. Dissemos que na quinta-feira, o gol sairá primeiro aqui”.

Guilherme Melo, Adroaldo Leal e Diogo Medeiros, da Rádio 98 (Foto: Arquivo pessoal)
 
Tubão
 
Uma das preocupações de quem cobrirá a partida pelo estúdio é com a qualidade de internet. Roger Luiz, narrador da Rádio Ita e apresentador da TV Banqueta, de Nova Lima, faz essa observação. “É uma ferramenta nova e diferente, mas que vem crescendo a cada dia. Em questão de audiência, será ótima. Porém, para o famoso ‘tubão’, será prejudicial pelo delay (atrasar, em inglês), e até mesmo pela internet, pois a qualidade dela precisa ser boa, para não cair a transmissão. Além disso, a imagem, poderá não ter a mesma proporção da TV. Entretanto, para quem já transmitiu em ‘voo cego’ , como acontece no rádio, às vezes, isso não será problema. Mas que será diferente, isso com certeza”. Segundo ele, um recurso para lidar com uma eventual queda de sinal é fazer a leitura de textos de patrocinadores até se inteirar novamente do jogo. “Aciono meu comentarista até achar alguma rádio que esteja in loco para relatar o que a mesma estivesse transmitindo”.
 
 
Com relação à audiência, não há preocupação. Os profissionais afirmam que cada emissora tem seu público. O sinal da Rádio Ita, por exemplo, é propagado na frequência 98,7 FM para Itapecerica, cidade do Centro-Oeste mineiro situada a 180 quilômetros de Belo Horizonte. “Em Itapecerica, os sinais das emissoras que vão estar in loco no jogo do Cruzeiro não são tão bons, então para a gente é tranquilo. Tem a fidelidade das rádios locais que fazem futebol”, opinou o repórter Adilson Martins, que também chamou a atenção para a velocidade da internet.  “A transmissão via Facebook é tendência daqui para frente. O torcedor não ficará preso a canais de TV. Assisti ao jogo Atlético Nacional x Libertad, a qualidade estava muito boa, não travou em momento algum. Porém, a qualidade do serviço de internet no Brasil é ruim em alguns lugares”.
 
Por fim, o repórter Sulimar Silva, da Rádio Inconfidência (AM 880), lamentou ter que narrar um possível gol meio minuto depois do ocorrido. “É um desafio, principalmente para a praça de Belo Horizonte, essa transmissão via Facebook. Vai ser a primeira desse modelo. Claro que as rádios que estão lá saem na frente 30 segundos, por estarem in loco. Infelizmente, a Inconfidência não está há um bom tempo. Já passou a hora de a Inconfidência estar in loco nessas transmissões. É torcer para que a Inconfidência possa estar in loco. Sobre a situação, cada emissora tem sua audiência, seu público. A Inconfidência tem muitas emissoras do interior ligadas em rede. Várias pessoas costumam acompanhar imagem ou pelo rádio. Tem aquele público que vai acompanhar primeiro, já acontece isso com a transmissão HD, com uma diferença menor ou maior em relação às rádios. Mas vai ser um desafio, uma novidade. Não deixa de ser também uma reflexão e uma maneira de pensar que a Inconfidência deveria estar lá também, em vez de estar aqui”.

Roger Luiz (Rádio Ita), Adilson Martins (Rádio Ita) e Sulimar Silva (Rádio Inconfidência) (Foto: Osmar Ladeia e Hamilton Flôres)
 
Transmissão
 
O duelo entre Huracán e Cruzeiro será exibido na página oficial da Conmebol Libertadores no Facebook e também no perfil do clube celeste. Nas redes sociais, a maior parte dos cruzeirenses se mostrou contra, principalmente pela experiência que os torcedores do Fluminense tiveram no jogo contra o Antofagasta, do Chile, pela Copa Sul-Americana (empate por 0 a 0, no Maracanã). Muitas pessoas relataram que houve atraso de 37 segundos em relação ao rádio. O serviço de streaming DAZN, do grupo Perform, exibiu a partida no YouTube.

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
error: Este conteúdo é protegido!