Galo complica jogo tranquilo com Emelec, empata e decisão da vaga está aberta - Portal MPA

Publicidade

Galo complica jogo tranquilo com Emelec, empata e decisão da vaga está aberta

Postado em 28/06/2022 21:29
Publicidade

Atlético não aproveita as facilidades oferecidas pelo frágil time equatoriano e deixa o Equador com gosto de derrota, no primeiro duelo do mata-mata das oitavas da Libertadores

 

O Atlético passou boa parte de junho com a tensão elevada, em função da carência de vitórias. Os bons resultados voltaram nas últimas jornadas e arrefeceram o clima no clube. O Galo, contudo, parece ter apreço por viver perigosamente e encerra o mês trazendo para si nova pressão. Neste caso, completamente desnecessária.

Afinal, para seguir o embalo, bastava passar pelo limitado Emelec nesta terça-feira (28), no confronto de ida do mata-mata da Copa Libertadores. No entanto, o alvinegro conseguiu complicar um duelo fácil, talvez o menos complicado do passado recente, e ficou no empate em 1 a 1, no estádio George Capwell. Ademir colocou o Galo em vantagem, Sebastián Rodríguez igualou e Hulk ainda perdeu um pênalti.

A igualdade em Guayaquil deixa a disputa da vaga nas quartas de final aberta, apesar da superioridade flagrante do time atleticano. O confronto decisivo ocorre na próxima terça-feira (5), às 19h15, no Mineirão. Novo empate, leva disputa para os pênaltis. Quem vencer no tempo normal, avança.

Acostumado a adversários que se desdobram para anular os vários pontos fortes da equipe, o Atlético parece ter se “assustado” com a facilidade que encontrou na primeira etapa em Guayaquil. Diante de um time limitado técnica e taticamente, o alvinegro atuou como quis na maior parte dos 45 minutos iniciais.

O Galo assumiu o controle do confronto com muita movimentação do meio para frente, favorecido pela frágil e distante marcação adversária, que oferecia todos os espaços possíveis às investidas do time mineiro. Nesse ritmo, abrir o marcador se tornou questão de tempo. 

Contudo, o belo gol de Ademir, após escorada de Hulk e ótima assistência de Nacho ficou barato, diante da facilidade para ampliar. Para além disso, a vantagem mínima quase se esvai, porque o Atlético diminuiu o ritmo e ainda cedeu espaços quando o Emelec foi à frente. No momento de mais perigo, a trave esquerda salvou Everson, aos 41, em arremate de Jackson Rodríguez.

Foi só um susto! O início do segundo tempo, porém, transformou-se em um pesadelo para o Atlético, por culpa do próprio Atlético. Em dois minutos, o Galo foi da chance de marcar o segundo para sofrer o empate. Ademir desperdiçou chance cara a cara com o goleiro. Simultaneamente, o VAR analisava a origem do lance. Na revisão, acusou pênalti de Nathan Silva em Cabeza, convertido por Sebastián Rodríguez.

Para complicar, o volante Allan deu uma cotovelada em Jackson Rodríguez e foi expulso, após nova conferência pelo árbitro de vídeo. Mas, ainda havia espaço para ficar pior. Hulk, aos 43 minutos, cobrou pênalti e Ortíz saltou para garantir o empate. 

Ficha técnica

Emelec 1 x 1 Atlético

Motivo: ida das oitavas de final da Copa Libertadores

Estádio: George Capwell, em Guyaquil (EQU)

Emelec: Pedro Ortíz; Carabalí, Mejía, Guevara e Jackson Rodríguez (Vera); Arroyo, Sebastián Rodríguez e Cevallos Jr (Romario Caicedo); Zapata, Pittón e Cabeza (Quiroga). Técnico: Ismael Rescalvo

Atlético: Everson; Guga, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Otávio, Nacho Fernández (Calebe) e Rubens (Réver); Ademir (Vargas) e Hulk
Técnico: Antonio Turco Mohamed

Gols: Ademir, aos 15 minutos do primeiro tempo; Sebastián Rodríguez, aos 12 do segundo tempo.

Cartões amarelos: Pittón, Jackson Rodríguez, Arroyo, Guevara, Mejía (Emelec); Nathan Silva (Atlético)

Cartão vermelho: Allan (Atlético)

Árbitro: Fernando Rapallin (ARG)

Assistentes: Juan Belatti e Andres Merlos (ambos da Argentina)

Fonte:www.otempo.com.br

Publicidade