Publicidade

Em jogo dramático Atlético e Defensor não abrem o placar, porém com a vantagem do primeiro jogo, o Atlético Mineiro se classifica para a fase de grupos da Libertadores.

Postado em 27/02/2019 23:23

Em noite de Libertadores pela Minas FM você acompanhou o desenrolar e também o desfecho da partida entre Atlético Mineiro x Defensor, em Belo Horizonte na Arena Independência. Era válido relembrar que o Atlético adentrou os gramados com uma vantagem significativa, placar elástico entregue já no jogo de Ida no Uruguai, onde conseguiu obter um resultado de 2×0 contra o time do Defensor. O clima de Libertadores é claro envolveu ambos os times que se enfrentaram em busca da fase de grupos da competição.

As surpresas começaram antes da própria partida em si iniciar, a escalação do técnico Levir Culpi se mostrou um tanto ”inovadora”, sendo uma experiência nova para uma nova estética construída adentro do time do ”Galo”. Um Atlético Mineiro mais ”avante” diante dos gramados. Trazendo à tona então uma questão duvidosa para o time uruguaio do que a imagem do Atlético poderia ser espelhada.

Já no início do jogo o Galo avançou com propriedade e com Cazares quase teve a chance de ampliar ainda mais o placar, porém a trave do Defensor salvou o time, o jogo se manteve sobre os domínios do Atlético que ameaçou diversas vezes a defesa do Defensor, o time uruguaio teve seus ataques e momentos de ”explosão” que forneceram aos uruguaios uma boa participação ofensiva, porém não obteve o sucesso adequado. O primeiro tempo também foi marcado por bolas aéreas, ofensivas de bolas que foram alçadas para a grande área de cada um dos times, portanto o perigo esteve presente a todo momento, porém o Galo ainda administrava sua vantagem de 2×0 no placar agregado.

A nova formação do Atlético deixou a desejar no flanco esquerdo, porém o flanco direito foi extremamente mais forte e ofensivo, presente no campo do adversário, houve uma pressão maior do Atlético na reta final do primeiro tempo, o primeiro tempo então se encerrou no 0x0, porém no agregado o Galo levava a vantagem de dois gols de diferença.

O Segundo Tempo iniciou como uma partida ofensiva por parte do time visitante que dominou os primeiros minutos, o domínio do Defensor fora tanto que mais pareciam estar jogando em casa em uma boa fase, embora inferior ao time do Atlético o Defensor surpreendeu seu oponente, porém o Atlético conseguiu segurar as pontas e os contra ataques para que o Defensor não ameaçasse o elástico placar do Galo. O Atlético já no começo do Segundo Tempo teve uma baixa; José Welison foi expulso, deixando o time de Belo Horizonte com apenas dez jogadores. 

O decorrer do jogo foi marcado por ataques inexpressivos, houve uma hesitação de ataque por ambas as equipes tornando o jogo ainda mais frio, portanto a concentração das equipes se baseou ao máximo diante do meio de campo com bolas indo e vindo em disputas igualitárias. O jogo então se manteve neutro, não houveram maiores expectativas por parte dos jogadores e logo no final do Segundo Tempo o Atlético procurou tentar abrir o placar, porém sem sucesso, embora a torcida tenha empurrado o time, o mesmo não conseguiu corresponder as expectativas de seus torcedores e assim não conseguiu abrir o marcador e dependeu de seu resultado do jogo no Uruguai, classificando-se para a Fase de Grupos da Libertadores.

O próximo compromisso do Atlético pela Libertadores agora é na Fase de Grupos, o time mineiro irá enfrentar o Cerro Porteño na Quarta-Feira (06/03).

Para acompanhar as fotos de nossa equipe esportiva: clique aqui.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!