Publicidade

De Sérgio para Sérgio. Conheça o novo presidente do Atlético.

Postado em 11/12/2020 12:47

A partir do começo de 2021, o Atlético terá novo comando na presidência. No fim da tarde desta sexta-feira, Sérgio Coelho será aclamado presidente do clube para o próximo triênio (2021-2023). Ao seu lado, José Murilo Procópio atuará como vice-presidente. Ambos, em entrevista ao canal oficial do Atlético durante a votação que acontece no clube da Labareda, destacaram os compromissos da gestão e a importância de um clima ameno na política alvinegra.

Sérgio Coelho revelou que existem quatro pilares que serão trabalhados durante seus três anos de mandato à frente do Atlético-MG. O novo dirigente alvinegro ainda firmou o compromisso de fazer o possível para manter sua gestão transparente, colocando o Galo em um patamar ainda mais elevado no futebol brasileiro.

Advertisement

“Nós temos quatro pilares da nossa administração, que é ter um time forte, competitivo e que seja protagonista em todos os campeonatos que ele participar. O segundo (pilar) é inaugurar a Arena MRV dentro do prazo previsto. Terceiro é investir nas categorias de base. E por último é sanear as nossas dívidas. Vamos trabalhar adotando todas as melhores práticas de governança, fazer uma gestão altamente profissional, com muita transparência, honestidade e lealdade”.

O novo presidente do Galo ainda enviou um recado para a torcida atleticana. Segundo Sérgio, não faltará nem dele, nem de seu vice, entrega e profissionalismo para buscar o melhor do Atlético para seus torcedores.

“A massa é a razão maior do futebol, do Galo. Então, massa, vocês podem ter certeza que eu e doutor Zé Murilo iremos trabalhar com muita firmeza, amor e dedicação ao clube. Vamos sempre buscar tudo de melhor para o nosso clube. Tudo isso vocês podem ter certeza que será feito e é um compromisso da nossa gestão”.

Já o novo vice-presidente do Atlético, José Murilo Procópio, destacou o fato de a eleição do Galo contar apenas uma chapa. O dirigente revelou que isso aumenta ainda mais a responsabilidade, mas que é algo importante para manter um clima de leveza no clube.

“É um momento importante, pois sempre houve a questão da disputa política em eleições aqui no Atlético e dessa vez criou-se um consenso. Com isso, a nossa responsabilidade aumenta ainda mais, pois estão entendendo que nós poderemos superar e conseguir suprir as expectativas. Em razão disso, temos metas importantes que o Sérgio (Coelho) já colocou, que irei fazer dentro dos meus limites de poder ajudá-lo”.

Até setembro, o nome de Sérgio Batista Coelho era lembrado no Atlético apenas nas páginas da história (foi vice-presidente entre 1999 e 2006). Porém, “política é como nuvem”, frase atribuída ao ex-banqueiro e ex-governador de Minas, Magalhães Pinto. “Você olha e ela está de um jeito. Você olha de novo e ela já mudou”.

Vale também para política de clube de futebol. Foi nessa velocidade que a reeleição de Sérgio Sette Câmara se desconstruiu e se consolidou a candidatura (única) de Sérgio Coelho, tendo José Murilo Procópio como vice. Nesta sexta-feira, Coelho será eleito presidente do Galo para um mandato entre 2021 e 2023.

Sérgio Batista Coelho tem 60 anos. É administrador de empresas e presidente da Associação dos Protetores das Pessoas Carentes, instituição filantrópica de Crucilândia – cidade da Região Metropolitana de BH. Conselheiro Grande-Benemérito do Atlético, teve atuação direta na direção executiva do clube entre 1999 e 2006.

Nos dois primeiros anos, foi vice-presidente de futebol da gestão Nélio Brant, que assumiu após a renúncia de Paulo Cury (a saída, inclusive, foi anunciada por Cury em entrevista na casa de Sérgio Coelho).

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!