Publicidade

Cruzeiro perde para a Ponte de virada e acesso fica praticamente impossível

Postado em 22/12/2020 23:43

O Cruzeiro teve menos posse de bola, chutou menos a gol, e passou a maior parte do jogo no campo de defesa. Os únicos momentos bons para o time mineiro foram no início do jogo, insuficientes para segurar a vitória.

O sonho do Cruzeiro em voltar para a elite do futebol brasileiro está praticamente adiado para 2021. O time de Felipão dificilmente vai conseguir o acesso para disputar o ano de seu centenário na elite. Na noite desta terça-feira, jogando no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, perdeu para a Ponte Preta, por 2 a 1, gols do zagueiro Manoel, para o Cruzeiro e de Luizão e Bruno Rodrigues para a Ponte. 

Restam sete jogos para o Cruzeiro. Se o time vencer todos eles, só chegará a 61 pontos na tabela de classificação, número que deve ser insuficiente para o acesso.

Advertisement

O Cruzeiro teve menos posse de bola, chutou menos a gol, e passou a maior parte do jogo no campo de defesa. Os únicos momentos bons para o time mineiro foram no início do jogo, insuficientes para segurar a vitória.

O resultado deixou a Ponte Preta na sexta colocação da Série B do Campeonato Brasileiro, com 46 pontos, três a menos que o Juventude, o quarto colocado. O Cruzeiro cai para o 11o lugar, com 40 pontos.

Os dois times voltam a campo semana que vem, após o Natal. Terça-feira, dia 29, às 21h30, o Cruzeiro recebe o Cuiabá, no Independência, em Belo Horizonte. Já a Ponte Preta joga quarta, dia 30, às 17h, contra o Juventude, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Ambas as partidas serão válidas pela 32a rodada da Série B.

Manoel, mais uma vez

O Cruzeiro começou o jogo em cima da Ponte. Tanto que antes de 10 segundos de bola rolando já estava na área do time campineiro. A constância ofensiva da Raposa foi premiada com um gol logo aos oito minutos. Machado cobrou escanteio na área, e o zagueiro Manoel cabeceou para abrir o placar e marcar o seu quinto gol na Série B.

Depois do gol, a equipe mineira continuou com a postura de buscar o ataque, mas com um pouco menos de ímpeto. A Ponte tentava equilibrar as ações, principalmente com Apodi e Bruno Rodrigues, que se movimentavam bem pelo setor direito do ataque da Macaca, levando muito trabalho a Matheus Pereira.

Os minutos finais da etapa final foram de domínio territorial da Ponte Preta. Manoel chegou a salvar um lance perigosíssimo na área, mas, na realidade, o goleiro Lucas França foi pouco acionado. 

Pressão e virada

A Ponte voltou forte no segundo tempo, ciente de que uma derrota praticamente selaria o adeus ao acesso. Com isso, foi pra cima do Cruzeiro, o que possibilitou à Raposa muitos espaços para os contragolpes.

Mas, de tanto tentar, a Ponte chegou ao empate, usando a mesma arma do Cruzeiro. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Luizão, aos 20 minutos, empurrou para as redes de Lucas França.

Cinco minutos depois, a Macaca virou, após mais uma falha do sistema defensivo azul. Bruno Rodrigues, que vinha fazendo uma excelente partida, cruzou para a área, A bola passou por tudo mundo e enganou o goleiro cruzeirense

O Cruzeiro partiu para o abafa nos minutos finais, mas como em toda a Série B, não conseguiu cu.

Ponte Preta 2 x 1 Cruzeiro

Motivo: 31a rodada do Campeonato Brasileiro da Série B

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

Arbitragem: Ramon Abatti Abel (CBF-SC), auxiliado por Alex dos Santos (CBF-SC) e Helton Nunes (CBF-SC)

Cartões amarelos: Vinícius Zanocelo (PON); Aírton (CRU)

Gols: Manoel, aos oito minutos do primeiro tempo; Luizão, aos 20, e Bruno Rodrigues, aos 25 minutos do segundo tempo.

Ponte Preta 

Ygor; Apodi, Luizão, Ruan Renato e Guilherme Lazaroni; Barreto, Vinícius Zanocelo e Camilo (Bruno Reis); Moisés (Guilherme Pato), Matheus Peixoto (Wanderley) e Bruno Rodrigues. Técnico: Fábio Moreno

Cruzeiro 

Lucas França; Raul Cáceres, Ramon, Manoel e Matheus Pereira; Adriano, Jadsom Silva (Régis) e Filipe Machado (Giovanni); William Pottker, Aírton (Arthur Caíke) e Thiago (Sassá). Técnico: Luiz Felipe Scolari

Fonte: www.otempo.com.br

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!