Cruzeiro já tem novo CEO e Alexandre Matos como diretor de futebol voluntário

Postado em 06/01/2020 13:47

O Cruzeiro anunciou no fim da manhã desta segunda-feira, André Argolo como novo diretor executivo do clube. Segundo o clube, após reunião do núcleo dirigente transitório, André ficará responsável pela implementação de todas as ações estabelecidas pelo gestor.

Argolo é economista de formação, com especialidade em gestão estratégica do esporte empresarial e finanças. Foi Secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, vice-presidente da AP-FUT, que é a Autoridade Pública de Governança do Futebol, órgão do Ministério dos Esportes. Argolo trabalhava no governo Bolsonaro até o ano passado.

Em nota, o Cruzeiro agradeceu a Vittorio Medioli pela sua colaboração como CEO do Núcleo Transitório Dirigente, no curto tempo de sua existência, e, afirmou que continua contando com a participação do empresário e prefeito de Betim, mesmo que não seja de forma diária.

Argolo é economista de formação, com especialidade em gestão estratégica do esporte empresarial e finanças. Foi Secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, vice-presidente da AP-FUT, que é a Autoridade Pública de Governança do Futebol, órgão do Ministério dos Esportes. Argolo trabalhava no governo Bolsonaro até o ano passado.

Em nota, o Cruzeiro agradeceu a Vittorio Medioli pela sua colaboração como CEO do Núcleo Transitório Dirigente, no curto tempo de sua existência, e, afirmou que continua contando com a participação do empresário e prefeito de Betim, mesmo que não seja de forma diária.

Também na manhã desta segunda-feira, por meio do mesmo comunicado, o Cruzeiro oficializou a contratação de Alexandre Mattos para o cargo de Diretor de Futebol

Alexandre Mattos fará um trabalho voluntário no Cruzeiro. Mas terá “carta branca” para tomar decisões no futebol do clube. Quem garante é Pedro Lourenço, gestor do departamento de futebol da Raposa.

O executivo fechou contrato com o Reading FC, da segunda divisão da Inglaterra, mas se dedicará ao clube mineiro por aproximadamente 60 dias sem remuneração, apenas por gratidão, enquanto aguarda a obtenção do visto europeu de trabalho.

“Vou ajudar o Pedrinho na transição. É até obrigação e gratidão que eu tenho com o Cruzeiro. O que eu puder fazer, independentemente de onde eu estiver, se eu estiver lá na Inglaterra ou não, o que eu puder fazer, vou ajudar com o maior carinho” – disse Mattos.

Alexandre Mattos, que começou a carreira de dirigente no América-MG, em 2005, foi diretor de futebol do Cruzeiro entre 2012 e 2015, quando despontou no cenário nacional, com as conquistas de dois títulos do Campeonato Brasileiro (2013 e 2014) e um do Campeonato Mineiro (2014).

Em 2015, se transferiu para o Palmeiras. Pelo time paulista, foi campeão da Copa do Brasil (2015) e bicampeão brasileiro (2016 e 2018). Encerrou a passagem em 1º de dezembro, demitido juntamente com o técnico Mano Menezes.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!