Publicidade

Atlético “completo” e na liderança.

Postado em 16/10/2020 10:59

BANNER FUTEBOL AGOSTO 2020

Depois de três rodadas sem os selecionáveis, o Atlético deve voltar a ter Junior Alonso, Alan Franco e Savarino na próxima segunda, às 20h, em Salvador, contra o Bahia, pela 17ª rodada do Brasileirão. A tendência é que os três retomem seus postos no time titular, e Sampaoli deve escalar aquilo que tem de melhor, inclusive uma formação ofensiva que é, até aqui, imbatível.

Em análise de todas as escalações titulares do Atlético na “era Sampaoli” foi identificado que, nos 10 jogos em que o time foi escalado com Savarino e Keno titulares, o Galo tem 100% de aproveitamento: 10 vitórias. Em todos os tropeços, pelo menos um deles não jogou (ou começou no banco).

Contra o América-MG (empate por 1 a 1, no Mineiro), o Galo tinha Savarino, mas não tinha Keno em campo. Contra o Botafogo (derrota por 2 a 1), Savarino começou no banco. O mesmo aconteceu contra o Inter (derrota por 1 a 0), quando o venezuelano substituiu o próprio Keno. Na derrota para o Santos (3 a 1), o contrário: Savarino entrou jogando, e Keno o substituiu. Na derrota para o Fortaleza (2 a 1) e no empate com o Fluminense, Keno não teve a companhia de Savarino, na seleção venezuelana.

Vitórias do Galo com Keno e Savarino titulares: Atlético 4 x 0 Patrocinense, Atlético 2 x 1 América, América 0 x 3 Atlético, Atlético 2 x 0 Ceará, Atlético 2 x 1 Tombense, Tombense 0 x 1 Atlético, Coritiba 0 x 1 Atlético, Atlético-GO 3 x 4 Atlético, Atlético 3 x 1 Grêmio e Atlético 4 x 1 Vasco.

Pode ser coincidência, mas pode não ser, mas  a eficiência da dupla no “um contra um” como elemento que justifica o ótimo aproveitamento do time com os dois em campo.

“Keno e Savarino oferecem eficiência ao time em um conceito muito importante que Sampaoli aplica: o desequilíbrio através do um contra um no lado de campo. Os times de Sampaoli congestionam a faixa central e trocam passes até que encontrem os pontas em boas condições, no mano a mano e com espaço, para resolverem na individualidade. Keno e Savarino são, de longe, os dois que oferecem melhor aproveitamento nesse um contra um, por isso o time é tão eficiente com ambos em campo”.

Além da invencibilidade da dupla Keno e Savarino, outra combinação também tem 100% de aproveitamento no Galo: o meio-campo “ideal”, formado por um primeiro volante (Jair ou Allan), Alan Franco e Nathan. Sempre que o time entrou em campo com essa trinca, saiu vencedor. Foram cinco triunfos: América 0 x 3 Atlético, Flamengo 0 x 1 Atlético, Atlético 3 x 2 Corinthians, Atlético 3 x 1 Grêmio e Atlético 4 x 1 Vasco.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!