Publicidade

Atlético, com sua equipe de futebol feminino, conhecida como as Vingadoras, é campeã mineiro de futebol feminino sobre o Cruzeiro

Postado em 20/12/2020 13:06

A equipe feminina do Atlético se sagrou campeã mineira 2020 ao bater o rival Cruzeiro no jogo único da final, disputado neste sábado, no Mineirão. Debaixo de forte calor, as Vingadoras derrotaram as Cabulosas na decisão de pênaltis, após um clássico emocionante no tempo normal, com golaços de cada lado, virada celeste, erro de arbitragem e empate alvinegro no último lance de partida.

O Galo foi o melhor time da primeira fase do Campeonato Mineiro, disputado por quatro equipes – Cruzeiro, América e Ipatinga. As comandadas pelo técnico Hoffmann Túlio fizeram 14 pontos em seis rodadas, invictas. O Cruzeiro somou 10 pontos e, igualmente sem perder, se classificou em segundo lugar para garantir vaga na final.

Advertisement

A partida foi bem disputada no Gigante da Pampulha, com chances para os dois lados, repetindo a igualdade de forças da primeira fase. Os clássicos da etapa de classificação terminaram em 0 a 0. No primeiro tempo, em um lance que parecia sem perigo, Gabizinha acertou um belo chute, quando já estava perdendo o equilíbrio, e surpreendeu a goleira Menezes, que pulou em vão.

Mas na reta final da etapa inicial, o meio de campo do Galo vacilou. Recuo errado nos pés de Vanessinha, do Cruzeiro, que, livre, só chapou a bola para empatar a partida em finalização colocada. O calor castigava e o ritmo diminuiu bastante no segundo tempo.

Mas a Raposa parecia ter mais fôlego. Em disputa de bola na ponta esquerda de ataque, Vanessinha caiu em disputa por espaço, mas se levantou rapidamente. Não pensou duas vezes e, em um chute de lugar improvável, encobriu de longe a goleira Amanda. A bola bateu na trave antes de entrar.

Tudo indicava que as Cabulosas ficariam com a taça no tempo normal. Mas os minutos finais foram de pura emoção. O Atlético chegou a empatar o jogo aos 47 minutos em cobrança de escanteio e cabeçada que venceu a goleira Menezes. Entretanto, a bandeirinha marcou saída de bola na trajetória da mesma entre o córner e a área do Cruzeiro. Pelo replay, não foi possível observar a saída da bola. Erro que parecia falta.

Porém, aos 52 minutos, literalmente nos últimos segundos, o Atlético se lançou ao ataque e Marcela chutou de média distância, sem muita força. A bola bateu na zaga celeste e, de mansinho, enganou Menezes. Enquanto jogadoras do Cruzeiro já comemoravam no banco, a partida foi para a disputa de pênaltis.

Na marca da cal, as cobradoras do Galo foram perfeitas, com cinco cobranças nas redes. A primeira batida celeste parou nas mãos da goleira Amanda, em cobrança de Duda. Título sofrido e emocionante para o Galo Feminino.

Ficha técnica
Atlético-MG 2 (5) x (3) 2 Cruzeiro

Gols:Gabizinha, aos 32’/1ºT, e Vanessinha, aos 46’/1ºT e aos 38’/2ºT/; Marcela, aos 52’/2ºT

Disputa de pênaltis
Atlético: Joyce (gol), Tati (gol), Ilana (gol), Karol (gol), Dani (gol)

Cruzeiro: Duda (errou), Pires (gol), Capelinha (gol), Eskerdinha (gol)

Atlético-MG: Amanda; Lorrany, Tati, Karol e Ilana; Nathália, Bruna, Pissaia e Guedes; Joyce e Gabizinha. Técnico: Hoffmann Túlio

Cruzeiro: Menezes; Janaína, Pires, Thamirys e Eskerdinha;, Micaelly, Thalita, Vanessinha e Duda; Miriã e Mariana Santos. Técnico: Marcelo Frigerio

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!