fbpx
Pular para o conteúdo
  • Home
  • Cruzeiro
  • América vence o Cruzeiro mais uma vez e está na final do Campeonato Mineiro

América vence o Cruzeiro mais uma vez e está na final do Campeonato Mineiro

Image

Coelho e Raposa fizeram um jogo limitado tecnicamente, mas time de Vagner Mancini foi mais eficiente e voltou a sorrir no Independência

De um lado, o América, mandante do jogo, entrou em campo com uma excelente vantagem. O time de Vagner Mancini, após a vitória por 2 a 0 no primeiro jogo, podia perder até pos dois gols de diferença. Na outra metade do campo, o Cruzeiro que tinha uma missão extremamente difícil: teria de vencer o rival por pelo menos três gols. No fim das contas, no duelo da noite deste domingo (19) no Independência, palco do segundo jogo da semifinal do Campeonato Mineiro, a parte verde do estádio voltou a sorrir.

Pela sétima vez consecutiva – e segunda nesta semifinal –, o América superou a Raposa e vai jogar a final do estadual contra o Atlético. Aloísio, de falta, marcou para o Coelho ainda no primeiro tempo. Lucas Oliveira deixou tudo igual no segundo tempo, mas o volante Alê colocou o América na frente de novo.

 

Com a entrada de Mateus Vital no meio e a estreia de Marlon na lateral-esquerda, o Cruzeiro, como era esperado, tomou a iniciativa e teve mais posse de bola no início do jogo. Logo aos 4’, a bola sobrou para Bruno Rodrigues. Da entrada da área, o camisa 9 bateu forte e acertou a trave. O América administrava a partida como podia. Aos 16’, Mateus Vital, da linha de fundo, chutou cruzado para a área e Matheus Cavichioli apareceu de novo. Boa intervenção do arqueiro americano.

A bola ficava pouco nos pés do Coelho, o que deixava Vagner Mancini extremamente irritado. Não bastasse ficar pouco com a pelota, quando a tinha nos pés, os jogadores erravam muitos passes. Com 24 minutos de jogo, o América, que apostava em lançamentos que davam em nada, não havia finalizado ao gol de Rafael Cabral.

Para quem precisava fazer gols, o Cruzeiro pouco fazia. Nas arquibancadas do Independência, o ex-jogador e empresário Ronaldo via um Cruzeiro aguerrido, com disposição, mas pouco inspirado. A partida chegou a ficar morna em determinados momentos do primeiro tempo. Ótimo para o América, ruim para a Raposa.

O que era ruim para o time de Paulo Pezzolano ficou terrível quando, aos 32’, o atacante Aloísio bateu falta com perfeição no cantinho direito de Rafael Cabral. Na primeira finalização do Coelho, a bola descansou no fundo da rede para o desespero da equipe cruzeirense. Antes que o árbitro André Luiz Bento apitasse o fim da primeira etapa, Aloísio quase fez mais um, mas a bola tocou a rede pelo lado de fora.

O gol esfriou o ímpeto do Cruzeiro. As tentativas da Raposa paravam no bloqueio do adversário ou na falta de pontaria e eficiência de seus jogadores. O primeiro tempo terminou em tons distintos: sorrisos e aplausos do lado americano, vaias na arquibancada celeste.

Segundo tempo

Também era esperado que o Cruzeiro voltasse para a etapa final buscando o gol desde o primeiro minuto. Wallisson teve duas chances, mas nada de empurrar a bola para a rede. Cavichioli segurava a meta americana sem grandes sustos. A Raposa continuava insistindo em lançamentos equivocados e o América, quando tinha a bola, aproveitava o crescente nervosismo do Cruzeiro para cozinhar a partida como lhe interessava.

À medida que o tempo corria, mais ansioso e improdutivo ficava o time de Paulo Pezzolano. Em muitos momentos, o que a equipe celeste escutava eram as vaias vindas da arquibancada. Desgosto total da China Azul. Do lado americano, Vagner Mancini rodava o time com substituições – foram cinco ao todo. Mal em campo, a Raposa acabou empatando aos 31 minutos. Após cruzamento de Marlon, Lucas Oliveira raspou a cabeça na bola e colocou a redonda no canto esquerdo de Cavichioli. O VAR precisou confirmar o gol depois de alguns minutos de paralisação.

O 1 a 1 no placar não durou muito. Nos últimos minutos de jogo, o volante Alê recebeu a bola na entrada da área e chutou no canto de Rafael Cabral. A bola ainda tocou na trave antres de entrar.

Ficha técnica

América 2 x 1 Cruzeiro

Motivo: Jogo de volta da semifinal do Campeonato Mineiro

Data: Domingo (19), na Arena Independência 

Árbitro: André Luiz Skettino Policarpo Bento

Assistente 1: Celso Luiz da Silva

Assistente 2: Pablo Almeida Costa

VAR: Vinicius Gomes do Amaral 

Quarto árbitro: Erik Giovanni Fernandes

Cartões amarelos: Lucas Oliveira, Reynaldo (Cruzeiro; Benítez (América)

Gol: Aloísio (América), aos 23 minutos do primeiro tempo; Lucas Oliveira (Cruzeiro), aos 31 minutos do segundo tempo, e Alê (América), aos 44 minutos do segundo tempo

América

Matheus Cavichioli; Arthur, Iago Maidana, Ricardo Silva e Nicolas (Danilo Avelar); Alê, Juninho e Benítez (Emmanuel Martínez)l; Matheusinho (Everaldo), Felipe Azevedo (Marlon) e Aloísio (Henrique Almeida)

Cruzeiro

Cabral, Lucas Oliveira, Reynaldo, Marlon e Kaiki (Stênio), Filipe Machado, Wallisson e Mateus Vital; Wesley (Juan Christian), Bruno Rodrigues e Gilberto

fonte:www.otempo.com.br

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x