Publicidade

América vence e está no G4.

Postado em 03/09/2020 12:42

BANNER FUTEBOL AGOSTO 2020

América e CSA se enfrentaram no Independência, na tarde/noite de quarta-feira, em jogo válido pela 7ª rodada da Série B. E deu Coelho. O time da casa foi melhor durante quase todo o tempo, abriu o placar na primeira etapa (com gol contra de Luciano Castán) e, nos 45 minutos finais, mostrou poder de reação ao sofrer o empate aos quatro minutos (gol de Rodrigo Pimpão), mas retomar a vantagem no placar aos 14, com Messias. Com o resultado, o América, embalado, entrou no G-4, e o CSA, que tem dois jogos a menos, entrou na zona de rebaixamento.

Os 45 minutos iniciais foram de domínio do time da casa. O América controlou as ações, foi mais presente no campo de ataque e teve algumas boas chances e finalizações, mas contou com a sorte para abrir o placar. Aos 32 minutos, após um lançamento longo para o ataque do Coelho, Luciano Castán tentou recuar de cabeça para Bruno Grassi, mas acabou encobrindo o goleiro do CSA, e a bola entrou. O 1 a 0 a favor dos mineiros foi o placar final do primeiro tempo.

O jogo desta quarta-feira marcou a reestreia de Argel Fuchs no comando do CSA. O treinador dirigiu o clube alagoano em parte da Série A 2019, mas saiu (logo após uma vitória marcante, contra o Cruzeiro) para comandar o Ceará, o que deixou a torcida azulina na bronca. Antes da partida, ele falou sobre o retorno, mencionando profissionalismo e a dificuldade do novo desafio no CSA. Depois do jogo, o técnico reuniu os atletas no centro do gramado para um discurso que chamou atenção antes da ida ao vestiário.

O CSA voltou mais ligado, assustando o América e, logo aos quatro minutos, empatando o jogo. Após cruzamento pela esquerda, Rodrigo Pimpão subiu bem, entre os zagueiros, para empatar. O Coelho se lançou ao ataque para buscar mais uma vez a vantagem, e o segundo gol dos mineiros saiu dos pés de Messias, que apareceu na área para finalizar com estilo, aproveitando um rebote de Bruno Grassi. A bola ainda desviou antes de entrar. A partir daí, o América tentou valorizar a posse de bola, o CSA tentou uma pressão final, mas o 2 a 1 persistiu até o apito final.

Com a vitória, o América chegou aos 14 pontos, assumindo a terceira posição da Série B. O CSA, que tem dois jogos a menos, segue com três pontos e entrou na zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o time mineiro enfrenta o Sampaio Corrêa, no Maranhão, às 19h00 de sábado. Mais cedo, às 16h30 de sábado, o CSA encara o Confiança, em Maceió. 

O gol que abriu o placar no Independência saiu em uma infelicidade do zagueiro Luciano Castán, do CSA. Após um lançamento longo para o ataque do América, o defensor tentou um recuo de cabeça para Bruno Grassi, mas não havia percebido que o goleiro estava fora do gol. Conclusão: a bola encobriu o companheiro e foi morrer no fundo das redes. 

Se a partida marcou, pelo lado do CSA, a reestreia do treinador Argel Fuchs, no América a estreia foi dentro de campo. O meia Guilherme, revelado pelo Cruzeiro e campeão da Libertadores pelo Atlético-MG, entrou em campo pela primeira vez com a camisa do Coelho. Sua entrada no jogo foi promovida por Lisca aos 43 minutos do segundo tempo. Foi pouco tempo, mas já serviu para o experiente jogador dar os primeiros toques na bola com a nova camisa. “Foi uma vida. Nove meses (sem jogar). Treinei todos os dias, me preparei. Sabia que no retorno eu não poderia perder muito tempo, então me preparei bastante. Com uma semana de treinamento eu já pude vir pro jogo. Muito feliz com esse retorno”.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!