NORD Research

Finanças: O rally continua

Postado em 19/01/2020 12:00

só não é aquele que você esperava

Rally do luxo

Em dezembro, o Ibovespa subiu a impressionante quantia de 6,85 por cento. Uma alta assim, no mês, a gente não via desde 2003.

A alta parece ter sido concentrada em empresas ligadas a retomada da economia, como LAME, MRV, Natura, BrMalls etc.

Sem dúvida foi um belíssimo rally de fim de ano, deixando todo mundo bonito na foto de fechamento de 2019.

Gestores ficaram bem para os rankings de início do ano e pessoas físicas contentes com a performance das suas carteiras.

Apesar da performance de curto prazo não ser nosso foco, somos seres humanos e ficamos felizes com os resultados das carteiras da Nord.

O Investidor de Valor registrou +54 por cento, o Nord Dividendos +41 por cento e a carteira do Nord Fundos em gestores de ações +40 por cento.

Mas, em janeiro, parece que a euforia deu lugar ao marasmo. Já estamos na metade do mês e o índice mal se mexeu…

Agora, fora do índice, o rally está só começando e está cada dia mais assustador…

O rally mais assustador da bolsa

Todo dia quando eu chego no escritório vejo quais foram as maiores altas da bolsa no dia anterior.

Não olho o índice. Até porque as luzes verdes e vermelhas nunca trarão algum insight valioso.

Mas, fora dele, eventualmente temos alguma diversão. Com um pouco de sorte, de tempos em tempos, encontramos algo exótico subindo 70 por cento no dia.

(PS: devo admitir que após alguns anos trabalhando com o Ricardo, acho que peguei dele um pouco dessa curiosidade quase "mórbida" de olhar empresas que foram esquecidas pelo tempo)

No geral, é aquela velha história: são companhias que passaram (ou passam) por problemas financeiros e estão há anos (ou décadas) lutando em meio a um processo longo de recuperação judicial.

Mas, nesse ínicio do ano, devo dizer que estou surpreso. Quase todo dia vejo diversas empresas com essas características subindo 100 por cento em poucos dias.

Frequentemente as altas são frutos de uma dica quente que pipocou em algum fórum da internet.

Promete-se que um evento iminente mudará a história da companhia e trará um gatilho para a valorização das ações.

É aquela mensagem feita para martelar na cabeça do investidor: “você não pode ficar de fora se quiser lucrar em 2020”.

A sensação é horrível, como se você fosse o único a não querer adquirir o bilhete premiado da Mega-Sena.

A situação está tão dramática e escancarada, que até virou assunto da conversa entre a nossa querida Helô Cruz e o Ricardo, antes da live da última quinta-feira

Se você não conhece os tickers da imagem já é um bom sinal. Na ordem temos: Pomi Frutas, Recrusul e Teka Tecelagem, todas em recuperação judicial e subindo mais de  80 por cento em poucos dias.

Realmente, o tal do FOMO (fear of missing out/ medo de ficar de fora) é algo poderoso demais. É um sentimento que se torna quase que incontrolável em tempos de bull market.

Nessas horas, quando esse impulso bater, respire fundo. Gaste um tempo estudando aquela companhia.

Às vezes, não precisa nem ir muito longe… até uma pequena visita ao Google pode salvá-lo de fazer uma besteira

Estude ações como estuda viagens

Você certamente já viu as pessoas desenhando roteiros de viagens. Elas não pegam a primeira oferta de pacote com base em uma dica esperta.

Elas passam meses estudando e planejando cada milímetro daquele roteiro antes de fechar.

Ficam de madrugada para encontrar rotas de avião mais baratas, avaliam cada passeio, o número de dias em cada lugar, os lugares para almoçar ou jantar, lugares para visitar etc.

Tudo é calculado para se aproveitar o máximo pagando o mínimo possível.

Outro exemplo é quando vamos comprar um produto para nós. Estudamos os competidores, comparamos preços em todos os e-commerce possíveis, conversamos com amigos para saber da qualidade, vemos reviews no youtube etc.

Tudo que for possível para ter certeza que não será uma compra frustrada  o próprio Ricardão (não o barbudo, mas nosso head de vídeos aqui na Nord) está há uma semana pesquisando sobre fones sem fio para gastar até 1.000 reais.

E, no final, via de regra, esse tipo de estratégia funciona. Estudar aquilo que você está comprando compensa.

Agora, quando o assunto são ações, parece que toda essa dinâmica evapora. As pessoas simplesmente compram volumes altíssimos de ações sem ao menos saber o que a empresa faz.

É incrível.

E, nesses últimos dias, dentre todas as pérolas que vi decolarem na bolsa, três delas me chamaram a atenção: Pomi Frutas( FRTA3), Recrusul (RCSL4) e Teka Tecelagem (TEKA3).

Todas subindo bastante em pouco tempo.

Verde: Teka Tecelagem; Branco Recrusul; Amarelo Pomi Frutas

Agora, antes abrir seu home broker para adquirir qualquer uma dessas beldades da bolsa, pense comigo: o que mudou nessas companhias?

Será que, mais do que de repente, todos os 1,5 bilhão de chineses vão fazer uma dieta nova a base de mini maçãs da Pomi Frutas?

Será que, com a crise na Ásia e a disparada do preço da Carne, a Recrusul venderá 1000x mais carrocerias refrigeradas?

Será que, depois de anos frustrados, finalmente a Teka Tecelagem desenvolveu uma hiper tecnologia para se tornar competitiva frente aos produtos chineses?

Reflita nesses pontos. Acho que não, certo?

Então, antes de sair investindo em qualquer coisa pela euforia, estude as companhias. Entenda suas vantagens competitivas, seu modelo de negócio, sua estratégia, o management, sua capacidade de geração de caixa e de lucro etc.

Até porque o futuro sempre traz a conta. E quem paga é você.

O futuro traz a conta

Infelizmente, nada disso é novo.

Todo bull market é a mesma história. Às vezes com atores diferentes. Às vezes com os mesmos.

Vende-se histórias maravilhosas e cheias de esperança, mas a realidade acaba sendo mais dura.

E, no fim do dia, quem acaba “pagando o pato” é você que fica com a BADVIB3 na mão e 90 por cento de prejuízo acumulado.

Não tem jeito, o tempo sempre será senhor da razão  como muito bem colocou o Bredda (gestor do fundo Alaska).

Logo, nesse próximo ciclo, faça diferente.

Entenda que quem sobreviverá ao longo do tempo são aquelas empresas que são capazes de seguir gerando lucro e caixa, o restante cairá por terra.

E, se está a procura de uma “dica” esperta, eis a minha: ao invés de procurar a AÇÃO que mais cresce o preço, procure a EMPRESA quecresce mais o lucro.

O Bruce tem uma tonelada delas no Investidor de Valor. Companhias que são ótimos negócios e, ainda por cima, estão a preços baratos demais para serem verdade.

Então, não precisa ir atrás de empresas exóticas para fazer boas compras e ter alto potencial de valorização.

Agora, se ainda quiser se arriscar e investir em uma empresa em recuperação judicial, sugiro pedir a ajuda para o Ricardo (sim, o Barbudo) no Deep Value.

Não conheço ninguém melhor para lhe guiar por esse caminho.

Um abraço,

Postado originalmente por: Nord Research

Veja também
<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Nord Research

RECOMENDAÇÕES DE INVESTIMENTO COM RESULTADOS COMPROVADOS
A geração de riqueza para nossos assinantes é o nosso compromisso primordial. Somos uma casa de análise independente formada por profissionais com ampla experiência de mercado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!