Publicidade

Blog do Leo Lasmar – Sampaoli já vai tarde ou vai deixará saudade?

Postado em 22/02/2021 10:39

As cenas finais da vitória do Atlético contra o Sport, na 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, trouxe vários elementos capazes de sintetizar o que foi a passagem do técnico Jorge Sampaoli no clube. Ele deixará o Atlético após o dia 25 (38ª rodada), mas não estará presente na despedida, quando o Galo encara o Palmeiras já com vaga na fase de grupos da Libertadores. Um adeus com sensação de que um legado foi deixado para trás, ainda que o resultado final poderia ter sido melhor.

A vaga direta na fase de grupos da Libertadores é o que sobrou ao clube, após ver Internacional e Flamengo dispararem para disputa da taça. O Atlético de Sampaoli ficou pelo caminho antes da hora, com vacilos fora de casa. Ao menos conseguiu vencer novamente como visitante e chegar a 65 pontos. Sampaoli deixará implementada uma filosofia de posse de bola, propondo o jogo, atacando. Entretanto, seu sucessor precisará se ocupar bastante na formação defensiva para evitar tantos gols levados pelo time no Brasileiro (45 em 37 jogos).

Advertisement

Na Ilha do Retiro, Sampaoli viu o Atlético novamente dominar as ações e propor o jogo, ainda que o sistema defensivo, um verdadeiro calo no pé, tenha novamente falhado. Há muitos espaços cedidos às equipes que, por mais limitadas que sejam, levam perigo nos contragolpes. Pelo alto, o Sport empatou o jogo com Dalberto livre na pequena área, quando Junior Alonso ficou sozinho para marcar três atacantes. O lateral Guilherme Arana, um primor com a bola no pé, deixou espaço. Mas não foi culpa dele.

O camisa 6 é escalado como um ponta, que vira meia, que vira armador. Do seu pé esquerdo, surgiram dois lances fundamentais para o Galo garantir a vitória. Primeiro, chute forte que obrigou o goleiro a soltar a bola e Jair abriu o placar. Depois, quando o Sport tinha empatado, foi Arana que arriscou em contou com a sorte em gol contra.

Já com Sampaoli expulso e espionando o jogo no túnel de acesso aos vestiários – ironicamente, ao lado de um segurança do Atlético e outro do próprio Sport – o Galo conseguiu o gol da vitória com Marrony, que corrigiu a falha cometida ao acertar o rosto de Patric e dar um pênalti “de graça” convertido por Thiago Neves. O gol de Marrony, da vitória, proporcionou o Galo garantir o G4 nesta rodada. É a zona de classificação direta.

O pênalti a favor do Sport levou à tona o lado mais descontrolado de Sampaoli. Para quem ficou nacionalmente famoso na Argentina por comandar um time em cima de uma árvore, após expulsão, o treinador resgatou as raízes e se pendurou em um alambrado da Ilha do Retiro para ver os lances finais do jogo.

Xingou o juiz pelo cartão vermelho e ainda viu um dos auxiliares, o preparador físico Pablo Fernández, brigar com um colega de profissão do Sport e também ser expulso. Sampaoli já estava suspenso pelo terceiro amarelo, e ainda será julgado pelo STJD quando, muito provavelmente, já estará na França.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!