Velório vira caso de policia e prefeitura esclarece confusão

Postado em 13/04/2020 10:44

A prefeitura de Divinópolis trata a morte do divinopolitano Adair José da Silva, de 56 anos, como um mal entendido. O fato virou caso de policia, após a família contestar o atestado de óbito. Adair morreu na madrugada de domingo, 12 em Divinópolis. O senhor estava na UPA, no bairro Ponte Funda, e há tempos lutava contra uma hepatite e alguns problemas respiratórios.

Familiares aguardavam os procedimentos burocráticos do Serviço Municipal do Luto para realizar o velório na região do bairro Bom Pastor. A demora na condução do corpo causou desconfiança. No local, os familiares foram informados que receberam ordens para tratar o caso de acordo com os procedimentos envolvendo morte por Covid-19.

Parentes de Adair contestaram o fato, alegando que não havia suspeita de contaminação por Coronavírus. A Polícia Militar foi acionada no local, e após diálogo entre as partes ficou decidido que a ordem para seguir um protocolo de morte por Coronavírus seria revogado. Em entrevista o diretor de comunicação da prefeitura Evandro Araujo, disse que foi feito um levantamento do histórico médico do paciente. Desta forma foi possível fazer a alteração.

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!