Publicidade

Sistema de Ensino à Distância uma ferramenta usada na pandemia que veio para ficar

Postado em 05/09/2020 8:30

Em 2019, a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) divulgou uma pesquisa que revelou a tendência de que o Ensino a Distância superaria o presencial em 2023. Naquele ano, as matrículas em aulas remotas já eram maiores que na modalidade tradicional. Mas, como ocorreu em outros setores, o futuro da educação foi antecipado devido à pandemia do novo Coronavirus. Faculdade EAD é uma realidade bem próxima e tem se tornado opção para muitos estudantes. Segundo a ABMES, em 2022, um ano antes do previsto, o EAD já será o novo normal da educação superior.

94% vão continuar a estudar, mesmo com os desafios

A maioria das pessoas quer continuar a estudar nos próximos 12 meses, segundo a ABMES. Certamente, o empenho para se qualificar, deve-se a perspectiva de crescimento profissional que um curso superior traz. De acordo com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), quanto mais o profissional estuda, maior é a remuneração. Um trabalhador com curso superior pode receber até 142% a mais do que pessoas com 14 anos a menos de estudos. Aqueles que tem ensino médio recebem, aproximadamente, 38% a mais do que os que tem 10 anos ou menos de tempo de estudo.
E tem mais boas notícias para quem quer continuar a se qualificar. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizado em 2013, revelou que para cada ano de estudo, o brasileiro ganha um aumento de 15% no salário, em mídia.

Preferência já por universidade EAD

Durante as entrevistas da ABMES para entender o momento atual, ficou constatado que os estudantes da faculdade já estão preferindo a modalidade EAD depois que a pandemia começou. Os motivos são todos relacionados ao contexto que o Coronavirus trouxe: a necessidade de isolamento social, diminuição da renda, risco de contágio nas aulas presenciais.

Mensalidade mais acessível ?? o principal motivador

Por causa da Covid-19, o Produto Interno Bruto (PIB) do país deve encolher atá 8%, como afirma o Banco Mundial. Ele é o reflexo da diminuição, entre outras questões, da renda do cidadão. Como a escolaridade é um dos fatores que faz diferença na ascensão profissional, o brasileiro vai recorrer a possibilidades de qualificação mais acessíveis, como mostrou a pesquisa da ABMES.


Por isso, mensalidades mais acessíveis são o principal ponto que leva o estudante brasileiro a preferir a universidade à distância. Para quem é da área de educação, a diferença do valor por aluno é compensado na possibilidade de escalar o negócio. Ou seja, de ter mais estudantes do que em uma aula convencional. Além disso, os custos relacionados ao espaço físico deixam de existir. O Ministério da Educação (MEC) não trata a modalidade EAD e presencial de forma diferente, para quem faz faculdade é ideal, uma vez que o ensino a distância é a melhor opção para muitas pessoas. Além disso, no
diploma não há sequer descrição de como o aluno graduou-se. Com a popularização do ensino virtual, os cursos superiores on-line vão ganhar ainda mais credibilidade.

Como as universidades devem se adequar ao EAD

Segundo Celso Niskier, diretor presidente da ABMES, se o futuro das universidades é digital, o presente e a modalidade híbrida. Niskier afirma que 80% das instituições do ensino privado se adequaram rapidamente, depois da determinação de suspensão das aulas presenciais. “A realidade chegou mais rápido que esperávamos por conta da pandemia, mas é uma tendência que ficar??”, pontuou.
Ao mesmo tempo, 47% dos alunos de cursos presenciais relataram a possibilidade de desistir dos estudos para cortar custos. Como a preferência é pelos cursos on-line por terem mensalidades mais em conta, todas as universidades precisam se adequar à modalidade para aumentarem as chances de continuarem no mercado. O Grupo JMV Technology, desenvolvedora da plataforma Nochalks, dá algumas dicas sobre como as universidades devem fazer a transição.

Segurança de aulas on-line

É muito comum ver cursos de grandes instituições em canais gratuitos de terceiros. O conteúdo pirateado é um dos grandes problemas para aqueles que pretendem ter sucesso na modalidade EAD. O vazamento de aulas compromete as vendas. Por isso, é necessário ter uma plataforma que garanta blindagem contra pirataria para a instituição. A Nochalks, por exemplo, é considerada uma das mais seguras do mercado. Além de não ter como baixar os vídeos, há tecnologias que bloqueiam logins simultâneos, o que evita que as pessoas compartilhem o curso. Também é essencial que haja proteção aos dados dos alunos. O vazamento de informações particulares é um dos fatores que mais causa desconfiança entre os consumidores, o que abala a credibilidade das instituições.

Plataforma completa

Encontrar tudo em um mesmo lugar ?? fundamental para que o aluno tenha uma boa experiência com a faculdade EAD e para evitar despesas extras para o administrador.

Uma boa plataforma EAD precisa de:

Você pode contratar uma equipe de desenvolvimento. Porém, escolher uma opçãoo completa otimiza o tempo de estruturação. Além disso, escolher uma plataforma já consagrada no mercado garante a eficiência das ferramentas, por ser um ambiente que milhares de empresas testam diariamente. É o que acontece com a Nochalks da JMV, a plataforma está presente nos cinco continentes do mundo e é otimizada frequentemente. As bases para as melhorias são os feedbacks dos clientes, tendências
e inclusão de novas tecnologias.

Ferramentas que melhoram a experiência para alunos no EAD

A faculdade EAD chega a qualquer lugar, basta haver internet na casa do estudante. No entanto, sabe-se que nem na mesma cidade a qualidade de conexão é a mesma. Por mais que os professores se esforcem, isso pode ser um desafio, a aula pode travar, o acesso aos recursos para o aluno demoram a carregar. Mas, nas melhores plataformas EAD, h?? tecnologias para contornar esses obstáculos. Na Nochalks, por exemplo, h?? recursos para melhorar a experiência com a aula para conexões menos potentes, servidores redundantes para que as distâncias geográficas não sejam um empecilho e muito mais.

Não esqueça do seu branding

Apesar das plataformas já existentes serem as melhores opções para cursos EAD, é importante checar se há possibilidade de personalização do ambiente. Afinal, o estudante não estará em um espaço físico em que toda identidade visual reforce a marca da sua instituição. Por isso, verifique se há uma forma simples de colocar suas cores, logo e outros elementos institucionais na plataforma.

Prepare os professores para o EAD

Tão importante quanto uma boa plataforma EAD, é qualificar os professores para ensinar on-line. Invista em seminários e orientações constantes para facilitar a adaptações a esses novos e promissores tempos da educação. Quanto ás ferramentas, também verifique se a desenvolvedora da plataforma EAD tem um bom suporte. A Nochalks atende sete dias por semana, você nunca fica na mão. Para saber mais, fale com a gente. Será um prazer ajudá-lo a ter sucesso com as aulas on-line.
 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!