Sindicato dos Contabilistas afirma: sem cadastro no Fundo do Idoso Divinópolis vai perder recursos

Postado em 08/04/2020 11:12

Sem estar cadastrada no sistema da Receita Federal para destinar recursos ao Fundo do Idoso, Divinópolis vai perder recursos. Esta afirmação foi feita pelo presidente do Sindicato dos Contabilistas, Sergio Bebiano. Durante entrevista concedida ao Bom Dia Divinópolis da rádio Minas FM ele disse que o processo de doação no ato da declaração é mais simples e não da prejuízo ao contribuinte, diferente do formato antigo.

Nesta semana o secretário de Assistência Social, Juliano Soares Prado emitiu uma nota de esclarecimento. No documento ele afirma que fez o cadastro de Divinópolis no Fundo do Idoso, mas confirma que a cidade não aparece no sistema da Receita Federal. Em um trecho da nota ele cita que mesmo assim é possível a população fazer a doação, porém não explica tecnicamente como funciona.

Em um trecho da entrevista o presidente do SINCONDIV afirma que a forma de doação antiga vai prejudicar o resultado. Sem poder destinar 3% do imposto no ato da declaração, o contribuinte precisa estipular um valor, fazer a doação para o Fundo e depois pegar um recibo. Com este recibo de doação o contribuinte pode em 2021 pedir o abatimento na declaração.

O novo sistema implantado pelo governo assim como é feito no Fundo da Infância e da Adolescência, foi criado justamente para diminuir a burocracia. Ele ainda evita prejuízo.  O contribuinte não precisa doar antes para deduzir depois, tudo é feito de forma automática no mesmo ano. Segundo o especialista com esta situação dificilmente Divinópolis vai captar recursos para as entidades importantes como: Vila Vicentina, Frederico Ozan e o Lar dos Idosos.

Veja também
Publicidade
Noticias relevantes:
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
error: Este conteúdo é protegido!