Senador de Minas Gerais declara apoio à abertura da CPI “Lava Toga”

Postado em 11/09/2019 10:48

O Senado mantém a articulação para conseguir as assinaturas necessárias para abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar supostos abusos do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. A proposta de criação da CPI é do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). Segundo os parlamentares a pressão para os apoiadores recuarem tem sido grande.

O senador de Minas Gerais pelo PSD Carlos Viana é um dos parlamentares que assinou o pedido para abertura da CPI Lava Toga, como tem sido chamada pelos senadores. No requerimento de instalação da comissão, consta que ela será composta por dez membros titulares e seis suplentes, terá a duração de 120 dias e limite de despesa de R$ 30 mil.

Conforme o requerimento, a CPI se destinará a investigar “condutas ímprobas, desvios operacionais e violações éticas por parte de membros do Supremo Tribunal Federal, cuja responsabilidade de fiscalização é do Senado Federal, conforme a Constituição da República”.

O senador de Minas postou um vídeo recentemente nas redes sociais. Nele ele declara apoio à medida discutida pelo senado, e enfatiza ainda que apesar da pressão política que eles tem sofrido o grupo permanece firme em busca das assinaturas necessárias para abertura do processo.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com