Sem salários, professores da rede municipal decidem manter greve

Postado em 27/11/2018 15:19

Divinópolis tem aproximadamente 1800 profissionais vinculados à rede municipal de ensino. São 54 escolas que estão em greve na cidade e cerca de 14 mil alunos estão sem aulas. Numa assembleia realizada com profissionais da rede municipal, os trabalhadores optaram por continuar a greve, que já chega ao décimo primeiro dia.

Os salários estão em atraso desde setembro. Na assembleia realizada ontem à noite, 26 os professores votaram pela continuidade da paralisação, até que os salários sejam pagos em dia. Cerca de 600 pessoas estiveram presentes. O governo municipal justifica que o não pagamento dos salários decorre da falta de recebimento do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de valorização dos profissionais da educação, o do FUNDEB.

A greve dos professores municipais já chega ao décimo primeiro dia. O salário referente ao mês de agosto foi o único pago até o momento. Os vencimentos de setembro, outubro e novembro, ainda não foram pagos. Sem salários e com as contas pra pagar, os profissionais da rede de educação municipal devem realizar novas assembleias, para avaliar a paralisação.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics