Projeto do estado propõe parceria com empresas e entidades para terminar Hospital Público de Divinópolis

Postado em 16/05/2019 7:42

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, publicou nesta semana no Diário Oficial de Minas Gerais o edital de Tomada Pública de Subsídios (TPS), para obter estudos e levantamentos que subsidiem a elaboração de modelos de negócios para a conclusão das obras e colocação em operação dos Hospitais Regionais do Estado.

A Tomada de Subsídios funciona como um ‘brainstorming’, já que a intenção é iniciar uma discussão com ajuda do mercado e outras instituições, como universidades para colher ideias e projetos que possam trazer soluções para as obras, que foram paralisadas em governos passados e estão em diferentes fases de execução.

Em um cenário de déficit fiscal no Estado e diante da importância destes hospitais para os mineiros, a atual gestão busca, assim, alternativas que não dependam exclusivamente de recursos públicos para a retomada ou começo das obras. Estão no edital os hospitais de Além Paraíba, Conselheiro Lafaiete, Divinópolis, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Nanuque, Novo Cruzeiro, Sete Lagoas, Teófilo Otoni e Unaí.

Poderão participar da Tomada de Subsídios entidades privadas, com ou sem fins lucrativos, com experiência na prestação de serviços médicos ou hospitalares, ou na gestão de equipamentos de saúde, como grupos administradores de hospitais e clínicas, faculdades de medicina, dentre outras, como empresas investidoras, consultorias, fundos de investimentos e instituições do terceiro setor/filantrópicas.

Propostas

As contribuições que forem colhidas ao longo da Tomada de Subsídios serão utilizadas para direcionar a forma de atuação das unidades, considerando as necessidades e a rede pública de Saúde de cada região. A Tomada de Subsídios prevê rodadas de discussões, que devem durar até 90 dias, e, com elas, a expectativa é que seja possível identificar o modelo mais adequado para cada empreendimento  isto é, poderão ser montados modelos específicos para cada um.

Além de autossustentáveis financeiramente, a ideia é que os hospitais ofertem atendimentos via Sistema Único de Saúde (SUS), ainda que concomitantemente com serviços privados.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com