Projeto da prefeitura volta para Câmara e a decisão se o IPTU fica mais caro em 2019 será dos vereadores

Postado em 25/09/2018 10:47

O projeto que discute o aumento do IPTU está de volta à Câmara Municipal. A proposta tramita na casa e deve voltar a ser foco de discussão a partir do mês de outubro. A medida de revisão do Imposto Predial Territorial Urbano é uma forma do governo aumentar a receita. Com a elevação do imposto a administração municipal pretende equilibrar o caixa. Nas ruas a população reprova a medida.

A proposta é polêmica. O retorno do projeto do IPTU para câmara e a possível volta do CGO, imposto que era cobrado das empresas do transporte coletivo e que incide sobre a planilha de custos, aumentando o valor da tarifa do serviço pode ser os motivos da saída do assessor especial Djalma Guimarães. Assim como a população ele reprovava a decisão do município.

No ano passado o projeto foi discutido na câmara. A tabela de correção estipulava um aumento de 0,40% para os lotes. O mesmo percentual de 0.40% para os imóveis acima de 400 mil reais e de 0,30% para os imóveis até 400 mil reais. O projeto enfrentou muita resistência.

A medida também enfrenta resistência das entidades de classe, pois pode atingir diretamente o comercio. Para que a revisão do IPTU tenha validade ele precisa ser aprovado pelo Legislativo. Portanto a decisão de aumentar o imposto em 2019 está sob a responsabilidade dos vereadores. São eles que vão decidir se o imposto sobe ou não.

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics