Hospital público segue parado e sem resposta do Estado

Postado em 20/11/2018 17:25

A previsão inicial era que o Hospital Público Regional fosse entregue em 2012. Construído em uma área de 29 mil metros quadrados o empreendimento de saúde é visto como a solução de vários problemas, como a falta de leitos do SUS, que hoje sobrecarrega a UPA Padre Roberto.

A obra que era solução se transformou um problema. Nos últimos 4 anos a construção não evoluiu. Mais de 50% das obras já foram concluídas e aproximadamente R$ 90 milhões já foram gastos. Para terminar estima-se mais 40 milhões de reais. Metade é de repasses atrasados do Estado.

Outro ponto discutido é quanto à responsabilidade de gestão. Um dos caminhos é o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região  Oeste composto por 54 municípios. 

Na busca por recursos a FIEMG propôs a convocação dos deputados mais votados em Divinópolis e na região. No dia 07 de dezembro acontece uma reunião para formalizar este apoio. O deputado estadual eleito Cleitinho Azevedo confirmou a presença de alguns parlamentares.

A FIEMG pede ajuda da população na cobrança pela responsabilidade política e do compromisso com a região.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics