Divinopolitana usa prêmio da Unesco para inserir resultados de pesquisa na saúde pública

Postado em 03/09/2019 7:50

Uma divinopolitana é uma das selecionadas da 13ª edição do prêmio L’Oréal-UNESCO-ABC Para Mulheres na Ciência. Realizado desde 2006 pela L´Oréal, em parceria com a UNESCO no Brasil e a Academia Brasileira de Ciências, o prêmio tem como objetivo promover e reconhecer a participação da mulher na ciência, favorecendo o equilíbrio dos gêneros no cenário brasileiro.

Todo ano, sete jovens pesquisadoras das áreas de Ciências da Vida, Ciências Físicas, Ciências Químicas e Matemática são contempladas com uma bolsa-auxílio para dar prosseguimento aos seus estudos. Aline Miranda é a ganhadora na categoria “Ciência da Vida”. Aline é fisioterapeuta e pesquisadora formada pela Universidade Federal de Minas Gerais. O trabalho premiado busca entender os efeitos do Traumatismo Craniano no longo prazo nas vidas dos pacientes afetados pela condição.

A pesquisa tem como principal objetivo rever as políticas públicas relacionadas ao tratamento dos pacientes uma vez que segundo a pesquisadora seria necessário um maior tempo de acompanhamento por parte da Saúde pública. Além do prêmio nacional (Para Mulheres na Ciência), as cientistas têm a chance de reconhecimento internacional com o International Rising Talents (IRT) prêmio concedido a 15 jovens pesquisadoras por ano, três de cada região do mundo.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com