Publicidade

Convenção coletiva permite alteração nas férias e banco de horas de funcionários do comércio

Postado em 07/04/2021 18:28

As restrições impostas ao funcionamento do comércio varejista em Divinópolis já trouxe impactos econômicos para o setor. O Sindicato do comércio juntamente com o Sindicato dos Empregados aderiu a uma convenção coletiva para garantir o funcionamento das empresas e a manutenção dos empregos.

A proposta de convenção coletiva emergencial começou a valer no dia quatro de abril e tem por objetivo preservar os empregos em razão dos decretos restritivos. A convenção coletiva traz a possibilidade de antecipar as férias desde que o aviso seja feito com 24 horas de antecedência.

Houve mudança no pagamento das férias. A convenção concordou que o adicional de um terço poderá ser pago junto com a gratificação natalina. Caso haja novo fechamento do comércio estabelecido em decreto, a convenção autorizou a criação de um banco de horas para trabalho posterior. A compensação poderá ser feita até o dia 31 de dezembro.

Advertisement

A convenção feita pelo sindicato patronal do comércio e dos comerciários em Divinópolis estipula que até quatro mil empresas com 15 mil funcionários façam adesão à convenção. Ela chega no momento em que o governo não sinalizou a retomada do auxílio de manutenção do emprego e renda, que reduz carga horária e salários.

As empresas interessadas em fazer adesão à convenção coletiva devem estar em dia com as contribuições e procurar o SinComércio em Divinópolis.  O telefone de contato para mais informações da adesão à convenção coletiva é o 3512-7800.

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!