Cmei será fechado devido condições inadequadas; alunos passam recreio em terraço

Postado em 07/11/2018 19:11

A prefeitura de Divinópolis comunicou que dois Cmeis serão fechados até o fim do ano. Os alunos dessas unidades serão levados para outras escolas, mas a situação que realmente preocupa, é a do Cmei Douglas Vilela. Lá estudam 184 alunos e o recreio das crianças ocorre no terraço. Infiltrações e falta de acessibilidade foram fatores determinantes para mudança de endereço.

Em outubro, a prefeitura de Divinópolis anunciou o fechamento de dois Cmeis, o Victor Hugo, no bairro Sagrada Família e o Cmei Douglas Miguel Vilela, no bairro Santo Antônio. No princípio, a medida causou receio nos pais, porém continuar ministrando aulas no prédio pode colocar em risco o aprendizado, além da segurança das crianças.

Cmei será fechado devido condições inadequadas; alunos passam recreio em terraço

O chão da cozinha apresenta infiltrações. (Reprodução/TV Candidés)

O Cmei Douglas Miguel Vilela funciona na rua Santa Catarina esquina com ruas Goiás há aproximadamente dez anos. Em baixo do Centro Municipal de Educação Infantil, funcionam uma lanchonete, loja de roupas e um restaurante. As janelas da lanchonete dão de fundo para a única entrada do Cmei. E falta espaço físico para as crianças. Nem quadra de esportes existe na unidade.

Falta acessibilidade. Para adentrar na escola, somente subindo as escadas. Na cozinha, um piso cheio de infiltrações e condições inadequadas de armazenamento de gás, por exemplo. Os banheiros são simples, também sem nenhuma acessibilidade às crianças. Falta ventilação e as refeições são feitas num pequeno espaço.

O recreio de 184 crianças é ma cobertura do prédio, que fica no terceiro andar. A única coisa que resguarda a segurança dos alunos são telas amarradas às grades. Muitos itens de segurança estão em desacordo com determinações da Vigilância Sanitária e do Corpo de Bombeiros.

E acessibilidade é o que a gente menos vê por aqui. As escadas são estreitas e as crianças de três a cinco anos precisam se espremer para chegar até a sala de aula. Isso sem contar em parte do teto, que ainda é de amianto. E a falta de espaço limita muito as atividades da escola.

Cmei será fechado devido condições inadequadas; alunos passam recreio em terraço

O acesso às salas é feito por meio das escadas, todas estreitas. (Reprodução/TV Candidés)

Em visita recente ao local, a Vigilância Sanitária concedeu prazo de 30 dias para que as adequações fossem feitas, mas a secretaria de educação optou por reconduzir os alunos para outra escola, distante cerca de 800 metros.

De acordo com a secretaria de educação, o Cmei Douglas Vilela funcionará até o dia 21 de dezembro. Os funcionários desses Cmeis serão realocados em outras unidades de ensino em Divinópolis, portanto nenhum trabalhador ficará sem realizar suas funções.

 

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics