Publicidade

Camelôs protestam e pedem mais tempo para desocupar Rua São Paulo

Postado em 10/01/2020 16:18

Termina no domingo, 12 o prazo para que os vendedores ambulantes desocupem o quarteirão fechado da Rua São Paulo. A decisão surgiu após o município cumprir a política nacional mobilidade urbana, porém, o novo espaço para onde vão os trabalhadores não ficou pronto. Nesta sexta-feira, 10 um grupo se reuniu na porta da prefeitura pedindo mais tempo.

Na faixa, o desabafo dos vendedores. O entrave envolvendo a retirada dos camelos da Rua São Paulo se arrasta desde outubro, quando a prefeitura notificou os trabalhadores a saírem do local. A necessidade em desocupar o espaço é para seguir a lei nacional de mobilidade urbana. A Fátima trabalha no local há 12 anos e está preocupada com as contas.

Primeiro de dezembro, foi o prazo concedido pela prefeitura para que os vendedores deixassem o quarteirão fechado. Depois, o município voltou atrás e alterou a data para o próximo domingo, dia 12. Em dezembro, os camelos conseguiram, com muita negociação, um chegar a um acordo. Um empresário está fazendo adequações em um terreno na Avenida Getúlio Vargas para receber o Camelódromo. A construção começou no dia dois de janeiro. Cerca de 25 profissionais entre pedreiros, serralheiros e ajudantes correm contra o tempo.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!