Publicidade

Aumenta o consumo de peixes na quaresma e ovos de galinha ficam mais caros

Postado em 18/03/2021 18:08

Considerado um período de penitência e reflexão para os cristãos católicos, a quaresma também impõe outros hábitos de alimentação. Em Divinópolis, o comércio de ovos e peixes segue entusiasmado, mas o consumidor deve ficar atento com o ovo. A variação do preço do diesel e o aumento do milho vão impactar nos preços.

É por um período de quarenta dias que muitos cristãos católicos suspendem o consumo de carne como um sinal de penitência. E é aí aumenta a procura por outros alimentos. É caso do ovo, peixe, verduras e legumes. Em uma peixaria da cidade, entre os pescados mais vendidos estão a tilápia e o surubim. As vendas nesse período chegam a aumentar até 70%. Uma ajuda a mais pro comércio, nesse período de isolamento.

A carne branca dos peixes é pouco calórica. É fonte de vitamina e de cálcio. Os pescados ficam armazenados em baixas temperaturas para não perder a qualidade.

Advertisement

Se de um lado tem quem venda o peixe, do outro são os ovos que tem garantido a penitência de uns e o sustento de outros. Cada núcleo de produção dessa granja tem 55 mil galinhas. As poedeiras recebem rações balanceadas com base nutricional.

O aumento nessa época do ano é considerado normal, devido à demanda. Outro fator que também influencia é o plantel de aves de postura – aquelas de boa qualidade. O diretor da granja acredita que com o retorno do auxílio emergencial, as vendas e o consumo tendem a aumentar. 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!