São Paulo: Estamos abrindo 13 mil novas valas, foram compradas 38 mil novas urnas funerárias e 15 mil sacos

Postado em 24/04/2020 20:44

Este slideshow necessita de JavaScript.

13 mil valas

Na quinta-feira (23), o prefeito Bruno Covas (PSDB) anunciou que irá aumentar a capacidade de enterros na cidade de São Paulo com a abertura de 13 mil novas valas e a compra de novas câmeras refrigeradas que podem armazenar temporariamente até mil corpos por dia para atender o crescente número de mortes provocadas pela pandemia de coronavírus.

O Cemitério da Vila Formosa, na Zona Leste, considerado o maior da América Latina, vai funcionar como centro de logística para os mortos de Covid-19.

“Estamos abrindo 13 mil novas valas, inclusive com a utilização e quatro mini retroescavadeira e, se necessário, vamos ter capacidade para poder trabalhar 24h por dia aqui na cidade de São Paulo. Construímos um centro de logísticas no Cemitério da Vila Formosa e adquirimos oito câmeras refrigeradas que podem guardar até mil corpos aguardando sepultamento”, afirmou o prefeito.

As 13 mil valas foram abertas nos cemitérios: Vila Formosa (cerca de 8 mil), Vila Nova Cachoeirinha (cerca de 2 mil), São Luís (cerca de 3 mil).

A capacidade de enterros foi ampliada para 400 por dia. A média histórica de sepultamentos é de cerca de 240 por dia no período de verão. Nos meses de inverno, esse número chega a 300 por dia.

Além disso, foram compradas 38 mil novas urnas funerárias e 15 mil sacos reforçados para o deslocamento de corpos na cidade.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
error: Este conteúdo é protegido!