Missionária é acusada de se passar por médica e matar mais 100 crianças

Postado em 21/06/2019 7:30

A missionária dos Estados Unidos Renee Bach está sendo acusada de se passar por médica para tratar de bebês em Uganda. As informações são do jornal All Africa. De acordo com o jornal, Renne que dirige uma organização não-governamental chamada Serving His Children, no leste do país africano, ela teria tirado crianças com desnutrição dos hospitais locais para cuidar delas em sua organização e algumas delas morreram.

Duas mulheres, Gimbo Zubeda e Kakai Rose, juntamente com a organização Women’s Probono Initiative estão processando e responsabilizando Renee pela morte de seus filhos. Ambas afirmaram que as crianças estavam sob os cuidados da missionária. 

Segundo as informações divulgadas pelo All Africa, as mulheres acreditaram que Renee Bach era médica porque ela costumava ser vista usando um jaleco médico, estetoscópio e administrando medicamentos. Elas afirmaram que só perceberam que a missionária não tinha nenhum treinamento médico após a morte de seus filhos.

A organização está pedindo para que o Tribunal Superior de Jinja, em Uganda, encerre as atividades da organização de Renee e afirmam que as ações da missionária causou a morte de mais de 100 crianças.

Fonte R7

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com