Menina supera preconceito e piadas para tentar ser feliz apesar de rara doença

Postado em 29/02/2016 9:28

Desde a infância Mui Thomas sofre ao se relacionar com outras pessoas. Portadora de ictiose arlequim, uma rara doença genética de pele, ela nasceu com o destino cravado por conta da condição. Hoje, luta para ser aceita na sociedade.

Mui foi abandonada por seus pais biológicos logo ao nascer. Desde recém-nascida, apresentava uma tonalidade de pele totalmente rosada, o que fez com que muitas pessoas ao longo da vida a considerassem uma aberração.

E toda essa carga não foi facilmente administrada pela menina, hoje com 22 anos. Ela afirma que o bullying e o desprezo das pessoas era tão enorme que ela cogitou se matar. Não o fez por amor à vida e pela força de Rog e Tina, que a adotaram quando ela tinha apenas um ano.

A família se mudou para a Austrália e lá ouviu os piores diagnósticos possíveis. Que Mui iria morrer em breve, que eles deveria largar mão de tentar cuidar da menina. Foram na onda oposta e, duas décadas depois, são pais orgulhosos.

Apesar de todas as dificuldades, Mui tenta fazer de tudo para levar uma vida normal. Recentemente, chamou atenção do mundo todo ao praticar rúgbi, por exemplo. E, ano após ano, dá as costas aos diagnósticos que diziam que ela não viveria — como fez com os xingamentos de quem nunca aceitou e que, agora, ela mesma quer distância.

 
 
 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com