Publicidade

Jovem viaja mais de 2 mil KM para fazer doação de medula óssea

Postado em 03/03/2021 7:30

Foto: rede social

Uma jovem do interior de São Paulo fez uma viagem longa, em plena pandemia, por um motivo nobre: doar medula óssea para salvar uma vida, mesmo sem saber de quem. O ato de solidariedade, empatia e compaixão foi da estudante de psicologia Giovanna Venarusso Crosara, de 24 anos.

Ela mora na cidade de Lins e viajou até Recife, em Pernambuco, a 2.199 Km de distância, para fazer a doação. Em 2016 Giovanna se inscreveu no Redome, Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea e só agora, 4 anos depois, foi chamada porque encontraram um paciente 100% compatível com ela.

A jovem foi até o hemocentro de Marília para tirar uma amostra de sangue e enviar os resultados ao Redome. Ela disse que agora vive com a curiosidade de descobrir quem recebeu a sua medula, o que só pode ocorrer um ano e meio após a doação, se as duas partes quiserem.

Advertisement

Para ser um doador de medula óssea, ligue para o hemocentro mais próximo para saber se é possível se cadastrar. O cadastro é nacional e, por isso, você pode ser compatível com pacientes do Brasil inteiro.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!