Jovem que atropelou e matou ciclista no DF é condenada a pagar R$ 1 mi

Postado em 23/10/2018 14:17

A Justiça do Distrito Federal condenou Mônica Karina Rocha Cajado Lopes, 21 anos, a pagar pensão e indenização por danos materiais e morais à esposa e ao filho do ciclista Edson Antonelli – morto em abril de 2017, após ser atropelado pela jovem, que dirigia bêbada pelo Lago Norte. Somados, os valores a serem pagos ultrapassam R$ 1 milhão.

Nessa quantia está incluso o pagamento à viúva de pensão em valor mensal equivalente a cinco salários mínimos, até a data em que Edson – morto aos 61 – completaria 75 anos ou até a morte da mulher.

Também são consideradas as despesas com funeral, o valor da bicicleta, os gastos médicos e o pagamento de R$ 50 mil à esposa e ao filho a título de danos morais.

No dia do atropelamento, o teste do bafômetro acusou níveis altos de álcool no sangue de Mônica – 154% acima do limite, configurando crime de embriaguez. Ela tinha saído de uma festa na Torre de TV Digital.

A jovem, condenada a 2 anos e 6 meses de prisão, deve cumprir a pena em regime inicialmente aberto.

Para o magistrado que assina a sentença, como foi comprovada a culpa da condutora pelos crimes previstos no Código de Trânsito Brasileiro, essa circunstância é suficiente para lhe atribuir a responsabilidade pelos danos causados à família da vítima.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics