Homem mata a mulher a tiros e afirma que cometeu o crime por que é sonâmbulo

Postado em 25/11/2019 7:40

Foto: Reprodução/Vídeo/ABC 13

Um pai liga para o filho e pede que ele vá até a casa onde mora, em Houston, no Texas. Disse ter sonhado que atirou e matou a esposa, com quem é casado há 35 anos. Ao chegar ao local, Nathan Lazarine se deu conta de que o relato do pai não fazia parte de um sonho.

Segundo a emissora ABC13, em dezembro de 2013, Raymond Lazarine alegou estar em estado de sonambulismo ao disparar seis vezes contra Debrah. Sendo duas balas na cabeça e uma nas costas. Durante o julgamento, a defesa de Raymond sustentou a tese de ação involuntária. No entanto, os promotores do caso chamaram Krysta Johns, 46, ao tribunal.

Krysta é filha de Debrah e ex-enteada de Raymond. Ao responder as perguntas da audiência, afirmou que o assassino da mãe era abusivo e um alcoólatra inveterado. Também revelou que cansou de escutar Raymond ameaçar a mãe de morte. Tanto que declarações do tipo não a assustavam mais. Apesar do depoimento Exames de análise de sono também reforçavam que o acusado é “capaz de se mover” durante a fase REM, quando o corpo deve estar em estado de repouso.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!