Publicidade

Homem é condenado há dois anos de prisão após furar a quarentena

Postado em 03/09/2020 7:30

Roman Pilipey/EFE – 3.4.2020

Um tribunal da província chinesa de Sichuan condenou um homem a dois anos de prisão por furar a quarentena depois de retornar de Wuhan, a cidade onde o coronavírus começou a se espalhar, e onde ele foi infectado.

O Tribunal Distrital de Jingyang na cidade de Deyang considerou o homem, de sobrenome Guo, culpado de “obstruir os esforços de prevenção e controle de doenças infecciosas” e o sentenciou a dois anos de prisão.

Guo voltou para sua cidade, Hangxu, de Wuhan, onde trabalhou em 22 de janeiro, apenas um dia antes de a cidade dar início a um isolamento rígido que duraria mais de dois meses para impedir a propagação do vírus.

Segundo o tribunal, o homem foi instruído a ficar confinado em casa, conforme exigido pelas medidas de prevenção em vigor na altura, mas infringiu o regulamento e na noite seguinte visitou um salão de jogos.

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!