Cachês de artistas na Virada Cultural afrontam a pobreza do país

Postado em 14/05/2019 11:22

 

Marcada para o próximo fim de semana, a Virada Cultural 2019 anunciou sua programação. Serão 1.200 atrações “gratuitas”, segundo a prefeitura de São Paulo. Só que não é bem assim. Neste ano, o orçamento do evento é de 18,6 milhões de reais. Dinheiro público. E os critérios para a distribuição dessa verba são tão desconhecidos quanto alguns dos artistas que receberão cachês igualmente polêmicos – como o alcance e a relevância de seus talentos.

No caso da Virada Cultural, há a sensível diferença de o sucesso de público ser visível a olho nu: como nos anos anteriores, são esperados até 5 milhões de pessoas. Portanto, seria preventivo e profilático que as multidões espalhadas pelo Anhangabau, Praça da República, Parque da Luz e um ou outro ponto mais efervescente da cidade soubessem como seus impostos se transformam em cachês.

Veja o valor do cachê de cada artista:

 

Anitta: 300.000 reais

Pabllo Vittar: 100.000 reais

Karol Conka: 75.000 reais

Lucas Lucco: 100.000 reais

Naiara Azevedo: 120.000 reais

Anavitória: 100.000 reais

Criolo: 140.000 reais (duas apresentações)

Emicida: 140.000 reais

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com