Publicidade

Sertanejo em alerta: estradas, falta de planejamento e agendas cheias colocam artistas em risco

Postado em 18/10/2019 14:52

Casos de acidentes com as equipes de Rionegro e Solimões, Luan Santana e Gusttavo Lima — Foto TV Anhanguera Reprodução, Soldado Nascimento Corpo de Bombeiros MT e Arquivo pessoal

O estilo que mais toca no Brasil é o que mais viaja e faz shows. E quanto mais tempo os sertanejos estão nas estradas, mais riscos. Neste ano, foram noticiadas 14 acidentes de trânsito com sertanejos ou suas equipes.

“Tem assalto também para roubar equipamento”, diz um dos produtores ouvidos, antes de relembrar o caso de Henrique e Juliano. A dupla teve a carreta roubada em 2015. “O cavalo do caminhão, até hoje ninguém achou”, conta, citando a cabine do veículo.

“Os acidentes são causados porque querem fechar vários shows e fazer uma logística muito louca. Isso é mais sério no sertanejo, porque tem uma demanda grande, principalmente em algumas épocas do ano. Quando Cristiano Araújo morreu, era junho, que é um mês que tem muito sertanejo fazendo show”, explica uma assessora de imprensa do mercado sertanejo.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!